Jornais: PF finaliza caso de ex-assessora em prazo incomum

É a primeira vez desde 2003 que a PF em SP conclui relatório final em 15 dias, informa a Folha

FOLHA DE S.PAULO

 

PF finaliza caso de ex-assessora em prazo incomum

A Polícia Federal entregou ontem à Justiça o relatório final da Operação Porto Seguro, que apura tráfico de influência e venda de pareceres de órgãos do governo. A entrega encerra a investigação da PF.

O caso provocou repercussão porque envolve Rosemary Noronha. Ela foi indicada em 2005 pelo então presidente Lula para a chefia de gabinete da Presidência em São Paulo e mantida por Dilma Rousseff. Também foram investigados diretores de agências da reguladoras da União.

O superintendente da PF em São Paulo, Roberto Troncon Filho, havia previsto há uma semana que o relatório final só ficaria pronto entre o final de janeiro e o início de fevereiro. Para este ano, segundo Troncon, só haveria um relatório parcial.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, havia previsto um prazo menor ao depor no Congresso na última quarta-feira: de até 20 dias.

O prazo legal para a entrega do relatório final é de 15 dias quando há réus presos, o caso da Porto Seguro.

'Não fiquei surpreso', afirma Lula sobre a PF

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou ontem pela primeira vez sobre a Operação Porto Seguro e disse à Folha que a investigação não o surpreendeu.

"Não, eu não fiquei surpreso", disse o ex-presidente ao ser questionado pela reportagem em congresso de sindicalistas em Berlim.

Após a declaração, a assessoria de Lula disse que ele não sabia da operação antes de ser deflagrada. Lula porém se negou a explicar o que quis dizer com a resposta e ficou em silêncio em perguntas posteriores sobre a participação de Rosemary Noronha, ex-chefe do escritório paulista da Presidência, no suposto esquema de corrupção.

Dilma afasta diretor-geral de agência

O Planalto decidiu afastar o diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Tiago Pereira Lima. O dirigente da agência, responsável por autorizar concessões de portos, é acusado de auxiliar o esquema de fraude em pareceres de órgãos públicos supostamente liderado por Paulo Rodrigues Vieira.

PT diz ser alvo de 'campanha' feroz da mídia e da oposição

Em resolução divulgada ontem, o comando nacional do PT acusa a mídia e a oposição de promoverem uma "campanha feroz" para criminalizar o partido no país.

No documento, elaborado em reunião do Diretório Nacional, a cúpula petista volta a cobrar a regulamentação do setor para evitar "campanhas midiáticas" que incidem no processo eleitoral.

"O resultado [das eleições] foi obtido em meio a uma feroz campanha promovida pela oposição de direita e seus aliados na mídia, cujo objetivo é criminalizar o PT. A voz do povo nas urnas suplantou, mais uma vez, os que vaticinavam o desaparecimento do Partido dos Trabalhadores", afirma a resolução.

Dirigentes petistas reconheceram porém que o PT sofreu derrotas em diversos municípios como consequência do julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) -que teve início durante a campanha eleitoral.

João Paulo diz que 'história' julgará 'crueldade' contra PT

O deputado João Paulo Cunha (PT-SP), condenado pelo mensalão, disse ontem que a história vai julgar "a crueldade e a injustiça" que o PT sofre por parte da mídia.

"O que se faz com o PT hoje na imprensa é de uma injustiça e de uma crueldade. A história julgará", disse.

João Paulo participou de evento promovido pelo PT paulista com prefeitos e vereadores eleitos no Estado. Foi muito aplaudido durante os 25 minutos de discurso.

De acordo com ele, "a imprensa separa o joio do trigo e publica apenas o joio".

Inflação sobe e já ultrapassa o centro da meta para o ano todo

Acima do que esperava o mercado e do 0,59% de outubro, a inflação de novembro ficou em 0,60%, de acordo com o IBGE

Operação da PF investiga fraude imobiliária de R$ 380 milhões

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de ontem, em Brasília, a Operação Perímetro, que investiga fraudes no valor de R$ 380 milhões na Secretaria de Patrimônio da União do Distrito Federal.

Nas investigações, a PF afirma ter descoberto que servidores públicos federais fraudaram um relatório de demarcação para incorporar uma área chamada "Cana do Reino" à Fazenda Brejo ou Torto, no Setor Habitacional Vicente Pires, em Brasília.

A fraude beneficiou um dos sete investigados e prejudicou interesses da União e da Terracap (Companhia Imobiliária de Brasília). O terreno tem valor estimado de R$ 380 milhões.

Ministério Público tem mais de 10 mil inquéritos sobre tema

Em balanço divulgado ontem, por ocasião do Dia Mundial de Combate à Corrupção, que se celebra amanhã, o Ministério Público Federal contabiliza mais de 10 mil inquéritos abertos para apurar irregularidades envolvendo dinheiro público em 2012.

No ano, até 31 de outubro, foram abertos 5.113 inquéritos policiais envolvendo corrupção, peculato, tráfico de influência e nepotismo.

Para os mesmos crimes foram abertos 168 autos extrajudiciais (inquéritos civis públicos, procedimentos administrativos e procedimentos de investigação criminal).

Paulinho e Força endurecem discurso contra governo Dilma

A Força Sindical decidiu ontem, em reunião de sua Executiva Nacional, endurecer o discurso contra o governo federal. O movimento é liderado pelo presidente da central e deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força.

"Tivemos uma lua de mel longa, que nós vamos romper agora", disse o sindicalista.

Nos bastidores, ele articula para deixar a base de apoio à presidente Dilma Rousseff e criar um novo partido, o Solidariedade. Paulinho já teria cerca de 150 mil assinaturas das 500 mil exigidas para o registro na Justiça Eleitoral.

Os sindicalistas reclamam do tratamento dado pela equipe de Dilma, que não estaria atendendo às reivindicações do movimento, como o fim do fator previdenciário e a isenção do Imposto de Renda na Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

A política de enfrentamento ao governo será marcada por uma série de manifestações a partir do próximo ano, a começar por uma grande marcha das centrais a Brasília, prevista para fevereiro.

Cachoeira é preso de novo, após 16 dias em liberdade

O empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, voltou a ser preso, pouco mais de duas semanas após ter sido libertado

Argentina leva recurso à Corte Suprema contra grupo Clarín

País recorreu à Corte Suprema da liminar que prorrogou a aplicação da Lei de Mídia, que fixa o limite de 24 licenças de rádio e TV

Relato de acidente do Titanic ganha edição brasileira

Relato jornalístico do naufrágio do Titanic, o livro "Uma Noite Fatídica" (1955) ganha sua primeira edição brasileira, pelo selo Três Estrelas

Em cerimônia restrita, Niemeyer é enterrado no Rio

Ao som de "Cidade Maravilhosa", o corpo de Oscar Niemeyer foi enterrado à tarde em cerimônia discreta no cemitério São João Batista, zona sul do Rio

Petrópolis decide transformar 'Casa da Morte' em museu

Ofício encaminhado ontem para Rosa Cardoso, advogada e integrante da Comissão Nacional da Verdade (CNV), informou que o prefeito de Petrópolis (RJ), Paulo Mustrangi, desapropriou o imóvel conhecido como "Casa da Morte".

No local podem ter sido mortos cerca de 20 guerrilheiros durante a ditadura. O objetivo é criar um museu no local.

"Acho que vamos ter a sensibilidade para acolher essa recomendação tendo em vista o histórico da Casa da Morte", afirmou Rosa Cardoso durante debate sobre centros de memória em Petrópolis (RJ).

Para compensar perdas com luz, Estados querem elevar impostos

Em reação ao plano de Dilma que reduz a tarifa de energia, Estados se articulam  para aumentar alíquotas de impostos e recuperar as perdas da arrecadação

Governo Dilma 'politiza' tudo, afirma Richa

Líder emergente no PSDB e amigo do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o governador do Paraná, Beto Richa, diz que o governo federal está "politizando qualquer assunto" desde o fim da campanha eleitoral deste ano.

Em entrevista à Folha, Richa saiu em defesa dos Estados que não aderiram à renovação dos contratos de concessão do setor elétrico, proposta pelo Planalto.

Chamou Aécio de "pré-candidato", disse que torce pela união entre o tucano e o governador Eduardo Campos (PSB-PE) e defendeu um novo pacto federativo, além da distribuição dos royalties do pré-sal -numa prévia do discurso tucano em 2014.

 

 

O GLOBO

 

Cerco à Corrupção: Cachoeira é condenado a 39 anos e volta à cadeia

A sentença de 471 páginas com a condenação de Cachoeira e mais sete réus e o mandado de prisão preventiva foram assinados pelo juiz federal Alderico Rocha Santos, da 11ª Vara Federal em Goiás, nove meses após a deflagração da Operação Monte Cario pela PF. Exatos 17 dias após ser solto do presídio da Papuda, em Brasília, Cachoeira está preso na carceragem da PF, em Goiânia.

Em Brasília, citado no inquérito da Operação Porto Seguro, da PF, Tiago Lima pediu exoneração da diretoria geral da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Governo quer isenção total na cesta básica

Depois de enfrentar os governos estaduais na disputa pelos royalties do petróleo e na redução de encargos na conta de luz, o governo federal vai negociar corte de impostos para desonerar completamente os produtos da cesta básica. Serão reduzidos tributos federais e estaduais.

Adeptos do confronto com STF perdem no PT

O Diretório Nacional do PT recusou-se a chancelar proposta de uma campanha de rua contra o STF, para questionar o julgamento do mensalão, informa Ilimar Franco na coluna Panorama Político. Sobre a perda de mandatos de condenados, petistas dizem que a palavra final é da Câmara. O partido aprovou moção de apoio a Cristina Kirchner.

Líder do Hamas visita Gaza

No rastro do enfrentamento com Israel, que elevou o prestígio do Hamas entre os palestinos, o líder do grupo, Khaled Meshaal, voltou a Gaza para uma visita de dois dias, após 45 anos.

Supremo dos EUA julgará união gay

Em 2013, a Suprema Corte vai julgar dois processos sobre o casamento homossexual. As sentenças, esperadas para junho, podem abrir caminho para a legalização da prática em todo o país.

Foragido morava em Ipanema

Morava em Ipanema um dos foragidos internacionais mais procurados pela polícia britânica. Preso pela PF, Michael Misick é acusado de desviar 30 milhões de libras (R$ 100 milhões).

Acerto de contas: mais 600 mil na malha fina

A Receita Federal informou ontem que foram retidas em malha fina 616.569 declarações do Imposto de Renda (IR) de pessoas físicas neste ano, contra um total de 569.671 no ano passado. O aumento foi de 8,23%.

O principal motivo que levou a essas retenções foi a omissão de rendimentos das pessoas, responsável por 69,12% do total. Em segundo lugar, com 11,5%, estão declarações que omitiram despesas médicas.

O Adeus no Rio

Cidadão do mundo, mas carioca de nascimento, Oscar Niemeyer recebeu, no Rio, as últimas homenagens: seu corpo foi sepultado ao som de “Cidade Maravilhosa”, tocada pela Banda de Ipanema. O enterro seria reservado, mas acabou aberto.

 

 

O ESTADO DE S. PAULO

 

Cachoeira é condenado a 39 anos e volta à prisão

A Justiça Federal de Goiás condenou o contraventor Carlinhos Cachoeira a 39 anos e 8 meses de prisão por peculato, corrupção ativa, violação de sigilo e formação de quadrilha com base em denúncia da Operação Monte Cario, contra a exploração de jogos ilegais. Ele foi preso ontem, em sua casa, em Goiânia, e levado para a Superintendência da Polícia Federal, onde deve passar o fim de semana. Cachoeira volta à cadeia duas semanas após deixar o Presídio da Papuda, em Brasília, onde ficou 266 dias detido. O advogado do contraventor se disse “surpreso e estupefato” com a ordem de prisão. Além de Cachoeira, outros sete réus foram condenados. Deflagrada em fevereiro, a Monte Cario trouxe à tona detalhes da relação do contraventor com políticos, que levaram à cassação do ex-senador Demóstenes Torres.

Bolívia dá o 1º passo para Mercosul

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, encontrou ontem a presidente Dilma Rousseff na reunião de cúpula do Mercosul e evitou falar sobre a polêmica com o jornal ‘Clarín’. No encerramento da reunião, a Bolívia assinou protocolo de adesão para se tornar o sexto membro do Mercosul. A questão será submetida aos Congressos dos países-membros para aprovação do pedido.

PT se compara a Getúlio e diz ser alvo de desestabilização

O Diretório Nacional do PT comparou as recentes crises enfrentadas pelo partido a “tentativas de desestabilizar governos populares”, como ocorrera com Getúlio Vargas e João Goulart. O PT diz que já foi vítima de “campanha de terror” em 2002. Indagado, em Berlim, sobre a Operação Porto Seguro, o ex-presidente Lula disse: “Não, não fiquei surpreso”.

Produção de carro cai pela Primeira vez desde 2002

Mesmo com incentivos e redução de impostos, a produção de veículos no País vai registrar a primeira queda desde 2002. A indústria deve encerrar o ano com produção de 3,36 milhões de unidades, 1,5% menos do que em 2011. Já as vendas internas, que incluem veículos importados, devem atingir o recorde de 3,8 milhões de unidades.

Eros Roberto Grau: O STF e a República

De modo diverso do que andaram a dizer por aí, o STF não surpreendeu por sua independência. Simplesmente foi o que e como haveria de ser.

Justiça suspende demissões na Webjet

Tutty Vasques: Tá na moda pedir desculpas

Rafinha Bastos pediu desculpas a Luciano Huck. Vai pegar bem se o Lula e o Luis Fabiano fizerem o mesmo com dona Marisa e a torcida do São Paulo.

 

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

Popular, eterno , iluminado

Sim. O gênio da arquitetura nacional também era pop. Os traços marcantes do homem que transformou Brasília em um cartão-postal fazem parte da vida, da história e da cultura dos brasileiros. O pequeno Richard (foto), de apenas 6 anos, que o diga. Filho de uma artesã, o garoto convenceu a mãe a levá-lo ao velório de Oscar Niemeyer, no Palácio da Cidade, no Rio de Janeiro. “Gosto das obras dele. Principalmente do Sambódromo”, contou, emocionado. Artistas e intelectuais também reverenciaram o mestre. De Cuba, chegou uma coroa de flores enviada por Fidel Castro. Militantes comunistas trouxeram uma bandeira vermelha, com a foice e o martelo. Carioca da gema, Niemeyer foi enterrado numa cerimônia simples, com a presença somente da família e de amigos, ao som de Cidade Maravilhosa e Aquarela do Brasil. O Correio, em mais uma edição especial, volta a homenagear o arquiteto. Textos sobre ele permeiam todas as seções do jornal.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!