Jornais: MP apura se cartel do metrô de SP ainda atua

ANS proíbe vendas de 246 planos de saúde com excesso de reclamações, mas Justiça libera comercialização

O ESTADO DE S. PAULO

MP apura se cartel do metrô atua em contratos atuais

Quatro contratos vigentes do metrô de São Paulo com empresas denunciadas pela Siemens por formação de cartel no sistema metroferroviário - incluindo a própria multinacional alemã - são alvo de inquérito do Ministério Público Estadual. Os promotores suspeitam que o cartel, que segundo a Siemens durou de 1998 a 2008, em gestões do PSDB, ainda exista no metrô da capital. As investigações estão em estágio inicial e têm como base informações prestadas por um ex-funcionário da Siemens. Os contratos, de R$ 1,75 bilhão em valores nominais, foram celebrados em 2008 e 2009 e têm duração de 68 meses. A Siemens e outras sete empresas foram contratadas para reformar 98 trens de duas linhas do metrô. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) analisa os contratos, mas afirma que “não se verificou grande competitividade” entre os consórcios na concorrência.

Ex-dirigente da CPTM vira réu

A Justiça recebeu ação de improbidade contra o ex-presidente da CPTM Sérgio Avelleda, ex-diretores da empresa e o consórcio por supostas irregularidades em contrato.

PMDB e PT travam batalha por cargos na Anvisa

Oito meses após o escândalo envolvendo Rosemary Noronha e o tráfico de influência nas agências reguladoras, PMDB e PT travaram batalha no Senado por cargos na Anvisa, informam as repórteres Andreza Matais e Débora Bergamasco. O PT esperou quatro meses pela aprovação do nome do militante Ivo Bucaresky para a agência, o que só ocorreu quando Renato Porto também foi confirmado.

ANS proíbe venda de planos com queixas

A ANS anunciou ontem de manhã que 26 operadoras estão proibidas, por três meses, de vender a novos clientes 246 planos de saúde, mas decisão judicial, à tarde, beneficiou 4 operadoras ao determinar o recálculo de queixas.

Dólar recua após intervenção do governo

Após seis altas e a intervenção do governo, o dólar fechou em queda ontem, cotado em R$ 2,3940. O ministro Guido Mantega (Fazenda) disse que a situação cambial está “sob controle” e ressaltou que o ex-secretário de Política Econômica Luiz Gonzaga Belluzzo não expressa as ideias do governo. Belluzzo sugeriu que o governo centralize o câmbio caso não consiga conter a moeda.

Câmbio afetou Estados e municípios

A escalada do dólar nos últimos meses já pesa nos cofres dos Estados e municípios que contraíram dívidas em moeda estrangeira, provocando um aumento nos débitos de R$ 8,77 bilhões.

Protesto por Ato Médico

Entidades médicas protestam no Parlamento, em Brasília, contra e a favor dos vetos feitos pela presidente Dilma à Lei do Ato Médico. O Planalto encaminhou novo projeto de lei ao Congresso.

Brasileiro do caso Snowden aciona Justiça britânica

O brasileiro David Miranda, namorado do jornalista Glenn Greenwald que divulgou segredos obtidos por Edward Snowden, acionou a Justiça britânica para impedir a análise e o uso das informações confiscadas em Londres.

Procura por ingressos da Copa surpreende

Senado amplia idade de dependente no IR

Egito processa ElBaradei por traição

Rio multa por jogar lixo na rua

Fiscal multa mulher no Rio que jogou cigarro no chão. O Programa Lixo Zero aplicou 110 multas ontem.

 

O GLOBO

 

Punição a planos de saúde é suspensa

Após a ANS anunciar a suspensão da venda de 212 planos de saúde de 21 operadoras por mau atendimento, desembargador do Tribunal Regional Federal da 23 Região (Rio e Espírito Santo) determinou que a agência reveja critérios de avaliação antes de punir. A decisão atende a recurso da Fenasaúde, que representa empresas na lista das punições.

Operação Limpeza - Lixo Zero aplica 121 multas no primeiro dia

A guimba de cigarro jogada no chão foi a responsável por 90% das 121 autuações aplicadas ontem, primeiro dia da Operação Lixo Zero, no Centro do Rio. As multas variam de R$ 157 a R$ 3 mil. A maioria das pessoas flagradas pelos fiscais alegou que se esquecera da nova lei. Desde ontem, 58 equipes formadas por um PM, um guarda municipal e um agente da Comlurb, no total de 174 pessoas, percorrem as ruas à caça dos sujismundos. Em Copacabana, próximo bairro onde haverá operação, o alvo principal serão os donos de cães.

PM que usou gás de pimenta é afastado

Denunciado por vídeos que o mostram jogando gás de pimenta em jornalistas e pedestres durante protesto no Catete, o PM Paulo Giovanni da Silva foi retirado das ruas.

Plenário da Câmara é invadido

Cerca de 100 pessoas, entre policiais, médicos e outros profissionais de saúde, invadiram ontem o plenário da Câmara para pressionar pela votação de projetos de seu interesse. A base do governo conseguiu tirar da pauta de votação o veto que trata da multa de 10% sobre o FGTS. Mas outros vetos da presidente Dilma foram votados.

Mordida menor: Dependente de até 28 anos no IR

Comissão do Senado aprovou a inclusão de filhos e enteados com até 28 anos de idade como dependentes no IR. Se estiver na faculdade ou fazendo um curso técnico, quem tiver até 32 anos pode ser incluído.

Dólar recua para R$ 2,39

O BC ontem conseguiu conter o dólar, que recuou para R$ 2,39.

A volta do mensalão: Dirceu pede redução de pena

Condenado a 10 anos de prisão, deputado cassado quer que tese levantada pelo ministro Lewandowski seja usada em seu benefício.

Tudo pela reeleição: PT vai apoiar filho de Jader no Pará

Em troca de palanque para Dilma, Rui Falcão prometeu ao PMDB apoio a Helder Barbalho, contrariando a ex-governadora Ana Júlia Carepa (PT).

Aécio confirma apoio a prévias

Sem citar Serra, senador diz que saúda “aqueles que evoluíram de posição”.

Detenção de brasileiro: Reino Unido usa o terror como defesa

O governo britânico admitiu ter sabido antes da detenção de brasileiro e disse que o material que ele levava poderia ser usado por terroristas.

Jardim Botânico tem 1 ano para remoções

Em até um ano as 520 famílias que ocupam irregularmente casas dentro dos perímetros do Jardim Botânico terão de ser removidas e reassentadas.

Vírus da Amazônia: Febre se parece com dengue

 

 

FOLHA DE S.PAULO

 

Governo suspende planos de saúde, mas Justiça libera

ANS barra venda de 246 produtos de 26 operadoras;  liminar determina que agência reveja as reclamações

Reino Unido diz que brasileiro poderia portar dados roubados

O Reino Unido relacionou a detenção do brasileiro David Miranda, namorado do jornalista do "Guardian" Glenn Greenwald, à posse de "informações roubadas"

Protestos Unidos

Profissionais da saúde, policiais e bombeiros invadem o plenário da Câmara, durante manifestação; ato suspendeu a sessão por 30 minutos

Senado aprova elevar idade de dependente no IR para 32 anos

O Senado aprovou projeto de lei que eleva, de 21 para 28 anos, o limite de idade para dependentes no Imposto de Renda

O cérebro do 11 de setembro

De barba tingida e colete camuflado, Khalid Sheikh Mohammed, cérebro do 11 de Setembro, parecia relaxado durante audiência em Guantánamo

SP é a 2ª pior região metropolitana em mobilidade urbana

São Paulo está em penúltimo lugar entre as principais regiões metropolitanas, segundo estudo que analisa o bem-estar em 15 conglomerados urbanos do país

Até no vagão

Policiais da Tropa da Choque escoltam manifestantes dentro do metrô, entre as estações República e Anhangabaú; grupo pulou catraca após protesto no centro contra o governador de SP, Geraldo Alckmin (PSDB)

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

De Galdino a Edvan, a barbárie se repete

Imagens gravadas por uma câmera de um posto de combustível ajudaram investigadores a desvendar o caso. No filme, aparecem Wesley Lima da Silva, 18 anos, um rapaz de 15 e uma garota de 17 comprando um litro de gasolina. O trio confessou que havia consumido bebida, drogas e estava à procura de “diversão" quando decidiu tocar fogo em moradores de rua que dormiam em praça da QE18. Edvan Lima da Silva teve 65% do corpo queimado e morreu. A ideia do crime teria sido da menina, filha de um policial federal. Ela disse ter sido vítima de uma tentativa de assalto perpetrada pelos sem-teto e, por isso, “queria se vingar”. Os adolescentes que incendiaram Galdino numa parada de ônibus da 703 Sul, em abril de 1997, também eram de classe média e, ao serem presos, alegaram que se tratava apenas de uma “brincadeira”.

Câmara vira alvo de onda de protestos

Manifestações organizadas por diferentes categorias profissionais puseram em xeque a segurança no Congresso. A situação fugiu do controle no momento em que 150 pessoas forçaram a entrada do Legislativo. Representantes da segurança pública, por sua vez, invadiram o plenário da Câmara para exigir a votação da PEC 300. "Esse tipo de comportamento não é respeitoso nem democrático”, reagiu o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves.

Justiça evita veto a planos de saúde

A ANS proibiu 21 operadoras de venderem convênios, mas as empresas conseguiram liminar favorável à comercialização.

Insegurança fez o real desabar

Especialistas afirmam que a desconfiança de investidores nas ações do governo e a pouca transparência nas contas públicas contribuem para a desvalorização frente ao dólar. Em agosto, a moeda brasileira registrou a maior perda no mercado mundial. Ontem, a cotação melhorou e fechou em R$ 2,39.

Supersalários do TCDF na pauta dos distritais

Aposta alta na "loteria" da Copa

Mundial do Brasil deve ser o mais concorrido da história: a Fifa já recebeu 1 milhão de inscrições para o sorteio de ingressos.

Família acusa empresa aérea de preconceito

A coreógrafa Deborah Colker diz que a Gol discriminou o neto de 4 anos, portador de doença rara, e vai processar a companhia.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!