Jornais: Inflação opõe discursos de Dilma e Aécio

Na TV, presidente disse ser "mais do que óbvio" o comprometimento do governo em controlar a inflação

FOLHA DE S.PAULO

 

Inflação opõe discursos de Dilma e Aécio no 1º de Maio

A inflação dominou os discursos de governo e oposição no feriado do Dia do Trabalho, celebrado ontem. Tanto a presidente Dilma Rousseff, em pronunciamento na televisão, como o senador Aécio Neves (PSDB-MG), no palanque de uma festa do 1º de Maio, exploraram o tema.

Em cadeia nacional de TV, a presidente disse ser "mais do que óbvio" que seu governo está comprometido com o controle da inflação.

A declaração ocorreu depois de o IBGE divulgar que a inflação acumulada nos últimos 12 meses, de 6,59%, ultrapassou o teto da meta estabelecida pela equipe econômica. A meta é de 4,5% ao ano, com margem de tolerância de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

"Este governo vai continuar sua luta firme pela redução de impostos e pela diminuição dos custos para o produtor e o consumidor, mesmo que tenha que enfrentar interesses poderosos. É mais do que óbvio que um governo que age assim e uma presidenta que pensa dessa maneira não vão descuidar nunca do controle da inflação", afirmou Dilma

 

Por mais trabalho

Policiais turcos atravessam nuvem de gás lacrimogêneo durante confronto com manifestantes em Istambul; protestos contra as políticas de austeridade e o desemprego marcaram o 1º de Maio na Europa

Haddad sugere que Lula volte em 2018 para a Presidência

Mesmo não sendo sequer esperado na comemoração do Dia do Trabalho em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venceu uma "eleição presidencial" improvisada por humoristas e teve seu retorno ao Planalto aventado até pelo prefeito paulistano.

Ao reparar em uma faixa estendida na plateia pedindo a volta de Lula, o prefeito Fernando Haddad (PT) comentou a possibilidade de o ex-presidente disputar o cargo novamente em 2018.

"Estou vendo aqui uma placa Volta, Lula'. Quem sabe um dia Lula volte à Presidência. Já está curado, já está bom de saúde", afirmou em seu discurso.

Depois, em entrevista, justificou: "É que eu vi a placa, mas em 2018, por que não?".

Dirceu pede que Barbosa deixe relatoria do mensalão

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu pediu ao STF redução da pena de prisão no julgamento do mensalão e a saída do presidente da corte, Joaquim Barbosa

Prefeito do Rio desiste de jogo que exalta sua gestão

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, desistiu de distribuir em escolas do município o jogo Banco Imobiliário-Cidade Olímpica, versão do famoso brinquedo fabricado pela Estrela que destaca obras e ações de sua administração.

Paes, porém, negou que o objetivo era autopromover sua gestão ou fazer uso político do brinquedo, que seria distribuído a 20 mil alunos, ao custo de R$ 1 milhão aos cofres da prefeitura.

"Eu vou devolver. Aquilo não teve promoção pessoal nenhuma, desde o início eu disse isso. É uma decisão da Estrela de lançar. Tanto que ali eu não fiz o Cristo Redentor, não fiz o Pão de Açúcar, não fiz o Maracanã [pontos turísticos que constam no tabuleiro do jogo]", afirmou o prefeito anteontem.

Projeto põe em risco pelo menos 34 mil investigações

A proposta de emenda constitucional (PEC) 37, que retira do Ministério Público a autonomia para investigar crimes, põe em risco ao menos 34 mil investigações tocadas exclusivamente pelo Ministério Público Federal. O total de apurações de promotorias estaduais é desconhecido.

O número representa 30% dos inquéritos conduzidos pela Polícia Federal.

A polêmica levou à criação anteontem de um grupo de trabalho na Câmara para avaliar o texto da PEC 37.

Os dois lados admitem que a disputa atrapalha investigações importantes, como a do suposto elo do ex-presidente Lula com o mensalão.

EUA prendem 3 estudantes por suposto elo com atentado

Os EUA prenderam três estudantes acusados de ligação com o suspeito do atentado na Maratona de Boston. Eles são colegas de faculdade de Dzhokhar Tsarnaev

Controle clonado de portão vira 'arma' de ladrões

A estratégia de clonar o controle remoto de portões tem sido usada por     criminosos para fazer assaltos a condomínios em São Paulo

Tem volta?

Jogadores do Boca Juniors festejam o 1 a 0 sobre o Corinthians, que terá de vencer em SP para avançar

 

 

 

O GLOBO

 

Prefeitura agora promete endurecer com ônibus

Um dia após a morte do triatleta Pedro Nikolay, atropelado por um ônibus em Ipanema, o prefeito Eduardo Paes anunciou ontem que exigirá das empresas de transporte cursos de reciclagem para todos os 18 mil motoristas. Também será criado um sistema de monitoramento de multas, e os consórcios terão de informar os nomes dos infratores. A prefeitura se comprometeu a melhorar a sinalização para treino dos ciclistas à beira-mar, mas não anunciou a contratação de mais fiscais. Cerca de 300 pessoas fizeram manifestação na orla da Zona Sul para cobrar educação no trânsito. Mais um triatleta de bicicleta foi atropelado, desta vez por um carro, na Praça da Bandeira.

Mensalão: Dirceu pede Barbosa fora de relatoria

Condenado a 10 anos e dez meses de cadeia como chefe da quadrilha do mensalão, o ex-ministro José Dirceu recorreu ontem ao STF e pediu que o ministro Joaquim Barbosa não seja o relator no julgamento dos recursos. O operador do mensalão Marcos Valério, outro condenado, e sua ex-funcionária Simone Vasconcelos também recorreram ao STF.

Terror em Boston: Três são presos por destruir prova

Dois ex-colegas de Dzhokhar Tsamaev são acusados de obstruir a Justiça por jogarem fora uma mochila e o laptop do suspeito do ataque em Boston. Um outro jovem é acusado de mentir sobre seu papel na destruição do material.

PM baleado na Rocinha: Clima tenso após bando ser solto

O comandante da UPP da Rocinha, major Edson Santos, disse que o clima na favela ficou mais tenso após a soltura de 7 condenados por invadir o Hotel Intercontinental. No segundo caso em 24 horas, mais um PM foi ferido por traficantes.

Capas de chuva na seca: Agnelo culpa comando da PM

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), recuou e suspendeu a licitação de 17 mil capas de chuva, que custariam R$ 5,35 milhões e seriam usadas por PMs na Copa. O comandante da PM foi exonerado.

1º de maio: Dilma diz que não descuida da inflação

Em rede nacional de TV pelo Dia do Trabalho, a presidente Dilma exaltou conquistas de seu governo e prometeu agora priorizar a educação. Em tom de campanha, rebateu críticas à política de controle da inflação.

Aécio culpa Planalto por preços altos

Em ato da Força Sindical, o tucano Aécio Neves acusou o governo de tolerância com a inflação. O ministro Gilberto Carvalho reagiu e disse que Dilma é uma "leoa" em defesa do trabalhador.

Campos também faz campanha

Outro pré-candidato à Presidência, o governador Eduardo Campos (PSB) passou o lº de Maio no interior de Pernambuco e reafirmou que é possível fazer mais que o PT: “Quem viver verá.”

 

O ESTADO DE S. PAULO

 

Dirceu pede saída de Barbosa da relatoria do mensalão

Condenado a 10 anos e 10 meses de prisão no processo do mensalão, o ex-ministro José Dirceu pediu o afastamento do presidente do STF, Joaquim Barbosa, da relatoria dos autos da ação e a redistribuição de seu recurso para outro ministro. Dirceu foi condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha. Em embargo de declaração protocolado ontem no Supremo, a defesa do ex-ministro pede a redução da pena, chamada de contraditória e ilegal, e a reforma do acórdão do processo, atribuindo a Barbosa, que era o relator, “contradições, omissões e supressões inadmissíveis”. Os advogados alegam “grave prejuízo” a supressão das falas dos ministros Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. No STF, a expectativa é de que o argumento seja rejeitado. Barbosa não comentou.

Marcos Valério culpa mídia

O empresário pediu anulação do julgamento após responsabilizar “a pressão da mídia" e acusar Joaquim Barbosa de “omissões”.

Ato da Câmara de SP autoriza pagamento de supersalários

Ato publicado ontem no Diário Oficial da Cidade abriu a possibilidade de a Câmara Municipal de São Paulo pagar supersalários a 55 servidores em cargos de chefia. Com gratificações para os que ocupam postos de direção, funcionários poderão receber até R$ 28 mil por mês - o salário do prefeito, teto do funcionalismo no município, é de R$ 24,1 mil.

Aécio critica ação contra inflação e governo reage

A inflação foi tema dos eventos da CUT e da Força Sindical, ontem. Aécio Neves (PSDB-MG) acusou a presidente de tratar o assunto com “leniência”. O secretário-geral Gilberto Carvalho, por outro lado, disse que Dilma é “uma leoa” contra a alta de preços. Tanto governo quanto oposição rechaçaram proposta de Paulo Pereira da Silva pela volta do gatilho salarial.

Dilma afirma que combate é ‘imutável’

A presidente Dilma Rousseff aproveitou seu discurso de 12 minutos em comemoração ao Dia do Trabalhador, feito em rede de rádio e TV, para dizer que a luta contra a inflação "é constante, imutável, permanente". E que, a partir de agora, vai privilegiar como nunca a educação, "o instrumento que mais amplia o emprego e o salário".

Para tanto, disse a presidente, continuará insistindo para que todos os royalties, participações especiais do petróleo e recursos do pré-sal sejam investidos na educação. Disse que acabou de assinar projeto de lei prevendo o repasse do dinheiro para a educação. Na terça-feira, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, provável candidato à Presidência da República, se antecipou ao gesto e sancionou proposta que vincula todos os recursos pernambucanos dos royalties do pré-sal para a educação.

No discurso, Dilma chegou a sugerir que os brasileiros façam pressão sobre os governos, as empresas, as igrejas e os sindicatos para que trabalhem mais para a educação, E que "incentivem o seu deputado e o seu senador" para que votem a favor do projeto que ela acabava de anunciar. "Somente assim poderemos gritar, em uma só voz, uma nova marca de fé e amor para nosso País. Poderemos gritar, do fundo do nosso coração: Brasil, pátria educadora."

Auditoria vê desvio de verba secreta na Abin

Relatório secreto da Presidência da República acusa um alto funcionário da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) de usar, com autorização da cúpula do órgão, verba sigilosa para contratar a empresa de sua própria mulher. A auditoria diz que a empresa e as notas fiscais apresentadas para comprovar os serviços seriam "fictícias".

Segundo o documento, a que o Estado teve acesso, a empresa - apesar de ter sido usada para aluguel de carros, emissão de passagens e deslocamentos de agentes - é na verdade uma lojinha de souvenirs em Brasília.

De 2006 a 2011, a Razen Turismo e Locadora de Veículos Ltda., registrada em nome Iolanda Ferreira Guimarães e Johnatan Razen Ferreira Guimarães, esposa e filho de José Ribamar Reis Guimarães, então coordenador-geral de Operações de Contrainteligência da Abin, recebeu R$ 134.577 dos cofres públicos sem que tenha comprovado despesas. Os pagamentos foram feitos com por meio dos cartões corporativos sigilosos da agência. Somente no governo Dilma Rousseff, as verbas secretas da Abin chegaram a R$ 24,4 milhões. O relatório diz ainda que a prática foi adotada nos jogos Pan-Americanos de 2007 e cobra novas investigações.

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

Inflação detona guerra entre governo e oposição

Nas comemorações do Dia do Trabalho, Aécio Neves e centrais sindicais condenam a “leniência” com a alta de preços. Ministro Gilberto Carvalho rebate as críticas, e presidente Dilma Rousseff reafirma o compromisso com a estabilidade.

Consumo: Mutuário terá crédito para mobiliar casa

O governo estuda o financiamento de móveis e eletrodomésticos para os inscritos no Minha Casa, Minha Vida. A ajuda de custo, bancada com recursos dos cofres públicos, chegaria a R$ 2 mil por família.

Nova ofensiva dos mensaleiros

Em recurso apresentado ao STF, José Dirceu quer a saída de Joaquim Barbosa da relatoria do caso. Outros condenados pedem a redução de penas e novo julgamento.

Capa de chuva derruba coronel

O GDF cancelou a licitação da PM para a compra de R$ 5,3 milhões em peças com verbas da Copa do Mundo, disputada durante a seca. O comandante da corporação foi demitido.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!