Jornais: Dilma tenta nova estratégia para lidar com aliados

Presidente vai reunir-se hoje com líderes dos partidos aliados na Câmara.

FOLHA DE S.PAULO

Dilma tenta nova estratégia para lidar com aliados

Presidente vai reunir-se hoje com líderes dos partidos aliados na Câmara. Para tentar enfrentar a volta do recesso branco no Congresso com a base governista ainda descontrolada, a presidente Dilma Rousseff decidiu fazer uma reunião com os líderes aliados na Câmara --principal foco de problemas com o Legislativo.

Dilma quer inaugurar o que interlocutores chamam de "um novo capítulo" na instável convivência com o Legislativo e pedir que os partidos que integram a coalizão voltem a votar com o Executivo.

Apreensão de celular em prisões de SP aumenta 27%

Número de aparelhos tomados foi de 10.446, em 2008, para 13.248 em 2012

Procurador de SP diz que lei autoriza Cade a revelar dados

Segundo Elival da Silva Ramos, 'não há sentido' em o Cade não dividir informações com o governo de São Paulo. O procurador-geral do Estado de São Paulo, Elival da Silva Ramos, disse que a lei permite ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) fornecer à administração paulista documentos da investigação sobre a suposta formação de cartel em licitações de trens em São Paulo, independentemente de autorização judicial.

O Cade, órgão federal de combate às práticas empresariais prejudiciais à livre concorrência, sustenta que só pode fornecer os papéis após decisão da Justiça.

Segundo Ramos, a recusa de entrega de dados atrasa eventuais ações de reparação de danos a serem iniciadas pelo Estado caso haja provas de conluio nas concorrências.

Com técnicos no ministério do Irã, presidente envia sinal conciliador

Apesar da cobrança, sucessor de Ahmadinejad envia sinal conciliador ao nomear tecnocratas

Rota de fuga

Morador da favela do Moinho, no centro de SP, quebra muro para abrir saída em caso de fogo; foram dois grandes incêndios no intervalo de um ano

Mudanças em vias de SP passam a afetar motoristas

Bloqueio na rua Teodoro Sampaio e trecho para ônibus na 23 de maio começam hoje

 

O GLOBO

Beltrame critica decreto de comandante da PM

O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, criticou ontem o decreto do comandante da PM, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, que anistia punições administrativas a policiais militares desde 4 de outubro de 2011. Beltrame disse que cobrará hoje de Erir justificativas sobre o decreto, publicado na última sexta-feira. "Precisamos, sem dúvida nenhuma, explicar melhor o que são estes pequenos delitos, sobretudo para a sociedade” afirmou o secretário, que ameaçou revogar a decisão, fato que abre uma crise na segurança. Erir informou, por meio de sua assessoria, que não comentaria as declarações de Beltrame.

Insatisfação na base aliada preocupa Dilma

Preocupada com o retorno do Congresso, que retoma os trabalhos hoje, e com a insatisfação crescente em sua base parlamentar de apoio, a presidente Dilma Rousseff se reúne, a partir das 17h, com os líderes aliados da Câmara dos Deputados. Ela quer ouvi-los e acertar uma estratégia para assegurar ao governo vitória em votações difíceis previstas para o segundo semestre. Estão na pauta projetos polêmicos, como o do Orçamento Impositivo, que assegura execução das emendas parlamentares, e a ameaça de derrubada de vetos que implicarão em impacto nas contas públicas. Entre eles, o que manteve a cobrança do adicional de 10% do FGTS nas demissões sem justa causa, que assegura R$ 3 bilhões por ano aos cofres públicos.

Os maiores problemas do governo estão na base aliada na Câmara. Irritados com a falta de diálogo e a demora na liberação de recursos das emendas, os deputados impuseram derrotas ao governo no fim do semestre passado e entraram em recesso branco sem votar a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para 2014. Na semana passada, na tentativa de acalmar os ânimos, a presidente anunciou a liberação de R$ 6 bilhões em emendas parlamentares e cobrou agilidade dos ministros na liberação.

- Espero que não seja para falar de emendas, seria muito constrangedor. Vamos ouvir - afirmou o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ).

O líder do PT, José Guimarães (CE), defende o entendimento entre governo e aliados:

- Temos que conversar sobre os pontos (polêmicos) da pauta, os vetos, orçamento impositivo, royalties do petróleo. E encontrar uma saída política.

Paraíso sitiado: Governo promete ação em terra Awá

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o governo usará toda a sua força para retirar ainda neste ano invasores das terras indígenas Awá, no Maranhão. No ano passado, madeireiros e seus jagunços levaram a melhor em confronto com a Polícia Federal e a Força Nacional. Eles continuam a agir livremente, colocando em risco a sobrevivência dos Awá, relatam Míriam Leitão e o fotógrafo Sebastião Salgado.

Combate ao crime.

Para impedir sua comercialização, soldados cortam em pedçaos madeira ilegal apreendida em operação do Exército.

Anistia a países africanos: Oposição quer barrar perdão da dívida

A oposição tentará impedir em votação no Senado o perdão da dívida de mais quatro países africanos: Congo, Zâmbia, Costa do Marfim e Tanzânia. Três nações já foram perdoadas, num total de US$ 787 milhões. A medida beneficiou ditadores investigados por corrupção e até genocídio.

Imobiliária Santa Casa: Polícia investiga imóveis de Zarur

A Delegacia Fazendária da Polícia Civil informou ontem que chamará para depor todas as pessoas que negociaram imóveis com o provedor da Santa Casa, Dahas Zarur. Somente nos últimos 20 anos, ele foi dono de 35 imóveis.

Ameaça terrorista: EUA fecham 19 embaixadas

Até o próximo sábado, 19 representações diplomáticas dos EUA no Oriente Médio permanecerão fechadas devido a ameaças da al-Qaeda. No fim de semana, 28 postos americanos e alguns de outros países não abriram as portas.

 

O ESTADO DE S. PAULO

 

MP negocia delação para apurar propina em cartel

O Ministério Público Estadual (MPE) está negociando um acordo de delação premiada com os executivos da Siemens para obter provas de supostos pagamentos de propinas a agentes públicos ao processo de compra e manutenção de trens para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e para os metrôs de São Paulo e do Distrito Federal. As suspeitas recaem sobre contratos assinados entre 1998 e 2007.

A proposta foi feita para um grupo de advogados que defende os seis executivos da Siemens durante uma reunião que contou com a participação de quatro promotores que apuram o  caso. Eles devem começar a ouvir 0 depoimento dos quatro brasileiros e dois alemães que relataram ao Conselho Administrativa de Defesa Econômica (Cade), do Ministério da Justiça, as taxatativas para a formação do cartel dos trens que atuou em pelo men os cinco licitações. A Siemens e seus executivos estão colaborando.

A negociação para que a Siemens concordasse em denunciar o cartel começou em 6 de março de 2012 e estendeu-se até o fechamento do chamado acordo de leniência, em 22 de maio passado, em São Paulo. A investigação do Cade ainda resultou na abertura de dois inquéritos pela Polícia Federal.

Por meio do acordo, a empresa e os executivos se livram de sanções por causa da formação do cartel - em troca da plena colaboração com a Justiça. As empresas acusadas no caso podem ser obrigadas a ressarcir os prejuízos causados aos cofres públicos . Além disso, podem receber multa de até 20% do faturamento da companhia.

Prejuízo» O Estado mostrou que o prejuízo aos cofres públicos causado pela atentado à livre concorrência pode ter chegado a R$ 557 milhões ou 30% do valor dos contratos assinados - R$ 1,925 bilhão em valores atualizados. Em nota, a Sie-mens informou que "desde. 2007, tem feito grandes esforços para aprimorar seus programas de compliance em todo o mundo, tendo implementado um novo e eficaz mecanismo de controle e investigação". A nota prossegue afirmando que "como resultado de seus esforços, a Siemens alcançou pontuação de 99% no índice de Sustentabilidade Dow Jones (DJSI)".

Por fim, ela diz que "no Brasil após extensa avaliação, a Siemens foi uma das quatro primeiras empresas a receber o Selo Ético (Cadastro Empresa Pró-Ética) em 2010, concedido pela Controladoria-Geral da União",

Senador diz que EUA sofrem ameaça no nível de 11/9

O republicano Saxby Chambliss, membro da Comissão de Inteligência do Senado dos EUA, disse ontem que conversas interceptadas recentemente entre terroristas são parecidas com as obtidas em 2001. A suspeita de um possível ataque da Al-Qaeda fez com que o país fechasse 22 embaixadas e consulados no Oriente Médio e Norte da África até o dia 10/8. “É a mais séria ameaça que vi nos últimos anos”, afirmou o senador.

Passageiro deixa de trocar ônibus por avião

Dados compilados pelo Estado apontam que pela primeira vez em dez anos houve um freio na migração de passageiros de ônibus para avião. Na comparação dos 3 primeiros meses deste ano com o mesmo período de 2012, o número de pessoas que viajaram de ônibus subiu 2,58%. No mesmo período, caiu 0,20% o número de passageiros de voos domésticos.

Governo Dilma libera recorde de emendas

No ano de maior desgaste na relação entre a presidente Dilma e o Congresso, o governo já liberou R$ 6,8 bilhões para emendas parlamentares, o maior aporte em uma década. Mas apenas R$ 27 milhões foram para as indicações de autoria dos deputados e senadores. Os maiores beneficiados, com R$ 7,3 milhões, são do PT.

Procurador isenta ‘faxinados’

Dois anos após “faxina" no Ministério dos Transportes, Roberto Gurgel diz não ter prova contra líderes do PR.

Às pressas

Museu mais antigo da cidade, o Ipiranga fechou repentinamente para reforma, sem previsão de reabertura. Com rachaduras, queda de pedaços de reboco e um salão interditado, o prédio teve de acelerar o processo de restauro depois que uma vistoria recomendou a interdição para preservar a integridade física dos visitantes.

Faltam 49 mil professores na rede paulista de ensino

O Estado de São Paulo tem um déficit de 49.085 professores efetivos na rede de ensino - 21% dos cargos necessários. O governo lança mão de 49 mil docentes temporários, o que é insuficiente. No fim do primeiro semestre deste ano, a rede tinha 4,8 mil turmas sem aula em pelo menos uma disciplina. A falta de professores e a grande quantidade de profissionais temporários são os grandes gargalos.

Caças da FAB serão aposentados

A Força Aérea Brasileira vai desativar sua frota de caças de interceptação, os Mirage-2000, em 31 de dezembro, revela Roberto Godoy. Ainda não há definição de substitutos.

Anistia a PM no Rio faz Beltrame cobrar coronel

Jose Roberto de Toledo: o eleitor e sua rede

Com o círculo pessoal do eleitor estendido pelas redes sociais, fenômenos e reviravoltas de última hora serão cada vez mais comuns.

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

Governo vai criar central de compras de passagens

Ministério do Planejamento contratou o Serviço Federal de Processamentos de Dados (Serpro) para desenvolver um sistema que permita a aquisição de bilhetes aéreos para viagens oficiais. O objetivo é dispensar as agências de turismo e, com isso, evitar fraudes, como o superfaturamento dos valores cobrados ao Executivo, conforme denunciou a reportagem do Correio. A prática se repete no Legislativo.

Saúde: Planos se adaptam aos novos dias

O envelhecimento da população, a baixa qualidade dos serviços oferecidos e as altas mensalidades têm levado muitas empresas a fecharem as portas. Para se manter no mercado, os convênios médicos serão obrigados a se reinventarem.

Terrorismo

Os EUA mantêm fechadas 19 unidades diplomáticas no Oriente Médio e na África após interceptar mensagem que indicaria plano de ataque da Al-Qaeda.

Papa relembra o Rio

Em sua primeira aparição após Jornada Mundial da Juventude, Francisco elogiou a acolhida brasileira.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!