João Paulo usou recurso de lavagem de dinheiro, diz relator

Joaquim Barbosa entende que, ao receber os R$ 50 mil da SMP&B, o então presidente da Câmara teve depois a intenção de ocultar o dinheiro

O deputado João Paulo Cunha (PT-SP) usou o recurso da lavagem de dinheiro para esconder os R$ 50 mil recebidos da agência de publicidade SMP&B. Para o relator da Ação Penal 470 no Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, a conduta dele se enquandrou no tipo penal de braqueamento de recursos. A verba foi recebida, de acordo com Barbosa, após o crime de corrupção passiva.

Mensalão: entenda o que está em julgamento
Quem são os réus, as acusações e suas defesas
Tudo sobre o mensalão

Durante a leitura do seu voto, que começou na tarde desta quinta-feira (16), ele disse que, de acordo com os registros do Banco Rural, os R$ 50 mil que foram parar nas mãos de João Paulo tinham como destinatário a SMP&B, empresa de Marcos Valério, a mesma responsável pelo depósito. Oficialmente, o dinheiro era para a agência. Somente mais tarde, na CPI dos Correios, é que foi descoberto que Márcia Cunha, mulher de João Paulo Cunha, sacara esse dinheito na agência do Banco Rural em Brasília.

Joaquim pede condenação de Valério e João Paulo

"Os órgãos de fiscalização não foram informados da operação. Não havia registros, exceto nos documentos informais que foram descobertos em mandados de busca e apreensão nestes autos", disse Barbosa. De acordo com o relator, um funcionário do Rural em Belo Horizonte (MG) enviou um fax para a agência de Brasília autorizando o saque por Márcia.

Isso, na visão de Barbosa, era uma forma de despistar o autor do verdadeiro beneficiário. Se João Paulo Cunha fosse até a agência, por ser deputado e, na época, presidente da Câmara, poderia chamar a atenção e ser descoberto. "A defesa diz que o réu não teria tentado ocultar o valor. No entanto, o crime se consumou", disse Barbosa.

Acusação é caso de “criação mental”, diz defesa de João Paulo

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!