João Magalhães (PMDB-MG)

O que há sobre o parlamentar no STF

Réu por corrupção passiva no STF desde fevereiro, responde à ação penal 670, acusado de receber R$ 40 mil em troca de emenda parlamentar para direcionar recursos para obras no município de São José do Jacuri (MG). A denúncia é embasada em investigações da Operação João de Barro, da PF, que apurou desvios de verbas em prefeituras mineiras em 2008. Responde a quatro inquéritos (2427, 2829, 3027, 3396 e 3539) por tráfico de influência, crimes contra o sistema financeiro, peculato, crimes eleitorais e contra a lei de licitações. “Não vejo nada procedente, e tenho acompanhado de perto. Vou provar mais uma vez que sou inocente. É o que a gente tem feito já arquivei três ou quatro processos. Vamos trabalhar nessa linha, mostrar a verdade, que não tem nada disso”, disse o deputado.

Veja a íntegra do que diz o parlamentar

Em entrevista, o deputado afirma que não vai contestar as denúncias, mas provar sua inocência.

Veja a lista com todos os parlamentares com pendências

Apoie o jornalismo independente e de qualidade:

Faça uma assinatura convencional ou digital da Revista Congresso em Foco!

 

Mais sobre processos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!