Janot pede ao STF que venda carros de luxo de Collor

Para o procurador-geral, há fortes indícios de que os carros tenham sido comprados para lavar dinheiro desviado da Petrobras por meio de pagamento de propina em troca de contratos. Apreendidos pela PF, veículos foram devolvidos ao ex-presidente na semana passada

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) nessa terça-feira (3) que os veículos de luxo do ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) apreendidos na Operação Lava Jato sejam vendidos. Para o procurador-geral, há fortes indícios de que os carros tenham sido comprados para lavar dinheiro desviado da Petrobras por meio de pagamento de propina em troca de contratos.

Caberá ao relator do inquérito de Collor no Supremo, ministro Teori Zavascki, acolher ou não o pedido de Janot. Na semana passada, Teori determinou a devolução dos veículos de Collor. O senador divulgou em sua página no Facebook um vídeo que mostra o regresso de sua frota de luxo à Casa da Dinda, residência de sua família em Brasília. "Eles voltaram ao seu dono", comemorou o ex-presidente. Já estão na garagem do petebista uma Ferrari 458, ano 2010, uma Lamborghini Avent Road, ano 2013, uma Lange Rover Range Rover, Ano 2013/14, e um Bentley Continental Flying Spur, ano 2012.

Veja o vídeo divulgado por Collor:

O relator ainda vai analisar o pedido de liberação de um Porsche Panamera S, ano 2011, registrado em nome de uma empresa ligada a Collor.

De acordo com as investigações da Lava Jato, os veículos – um deles avaliado em mais de R$ 3,2 milhões – foram pagos em várias parcelas fracionadas de dinheiro e sucessivas transferências bancárias, forma considerada atípica de pagamento. Collor foi denunciado por Janot ao STF por corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Os ministros vão analisar o parecer da PGR para decidir pela abertura ou não da ação penal. O grupo do senador é acusado de ter recebido R$ 26 milhões em propina do esquema de corrupção na Petrobras. Collor alega inocência e ser vítima de perseguição de Rodrigo Janot.

Mais sobre Fernando Collor

Mais sobre Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!