Investigados na Lava Jato movimentaram R$ 23 bi

Relatório do Coaf identificou transações atípicas entre 2011 e 2014, informa o jornal O Globo. Ao todo, conselho produziu 108 relatórios sobre as contas dos envolvidos

As pessoas físicas e jurídicas investigadas na Operação Lava Jato movimentaram, de forma atípica, R$ 23,7 bilhões entre 2011 e 2014. De acordo com o jornal O Globo, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) produziu 108 relatórios com alertas sobre possíveis irregularidades nas movimentações financeiras do doleiro Alberto Youssef, do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e de empreiteiras.

De acordo com a reportagem, os relatórios do Coaf trazem os nomes de 4.322 pessoas e de 4.298 empresas que, de alguma forma, participaram da movimentação do valor. A soma total envolve saques e depósitos. Os relatórios começaram a ser feitos em 2011, com empresas sem aparente capacidade técnica e operacional sendo alvo.

Os relatórios foram encaminhados para a Polícia Federal e para o Ministério Público Federal. Com o início das investigações que geraram a Operação Lava Jato, o trabalho do Coaf aumentou. Somente neste ano, diz o jornal, o Coaf repassou aos órgãos de investigação 78 relatórios.

Leia a íntegra da reportagem no O Globo

Mais sobre a Operação Lava Jato

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!