Íntegra do discurso de Luiz Couto pelos 10 anos do Congresso em Foco

Deputado destaca caráter “informativo e didático” do Congresso em Foco. “O Brasil foi contemplado com um jornalismo de verdade, de mudança e de caráter. Podemos agradecer: há muitas pessoas que ali trabalham, por sugerir em nosso meio político a mudança de algumas regras e legislações brasileiras.”

O SR. PRESIDENTE (Gonzaga Patriota) - Temos a honra de convidar o Deputado Luiz Couto, que fez permuta com o Deputado Onofre Santo Agostini, para ocupar a tribuna. V.Exa. disporá do tempo regimental.

O SR. LUIZ COUTO (PT-PB. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, ainda em referência à comemoração dos 10 anos do aniversário do Congresso em Foco, semana passada, quero registrar, neste plenário, as 10 mais importantes reportagens que marcaram esta rede midiática, durante este período de 10 anos de jornalismo com sucesso.

Em 2004, o Congresso em Foco reproduziu uma reportagem que mostrou quem eram os Senadores e Deputados alvos de inquéritos e ações penais no Supremo Tribunal Federal. O levantamento atualizado foi tão importante que, hoje, já está formalizada e aprovada a lei que foi intitulada como a Lei da Ficha Limpa.

A segunda reportagem foi chamada de Farra das Passagens em que uma série de reportagens denunciou alguns Senadores e Deputados que usavam a cota parlamentar indevidamente. Mais uma vez esses levantamentos mudaram as regras das cotas, limitou os voos para o exterior e dezenas de funcionários foram processados internamente e na justiça.

O sucesso das reportagens levou o jornalismo do Congresso em Foco a receber o Prêmio Esso de Jornalismo e o Prêmio Imprensa EMBRATEL.

Na sua terceira mais lida e aplaudida reportagem, o Congresso investigou a farra do cotão, onde também alguns Senadores e Deputados gastavam o cotão indevidamente com alugueis de carros luxuosos através de firmas fantasmas. O caso foi parar no Tribunal de Contas da União que investigou se houve mal-uso do dinheiro público. Assim, a Câmara mudou as regras para criar o cadastro de locadoras de veículos e limitou as despesas com aluguel de carros.

A quarta escolhida pelo Congresso em Foco, também voltada para o Congresso Nacional, trouxe uma verdade sobre alguns deputados que gastavam a verba indenizatória com suas próprias empresas particulares.

Na quinta matéria, tive a honra de ser escolhido pelo jornalismo do Congresso em Foco, que mostrou minhas lutas no combate aos grupos de extermínio, as ameaças de morte sofridas e a minha atuação como cidadão parlamentar e sacerdote, onde algumas posições que assumir e que pareciam contrarias a doutrina oficial da igreja me levaram à suspensão das atividades de sacerdote durante um mês. A série de reportagens, na época, recebeu menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos em 2009.

Já na sexta, também escolhida entre as melhores, foi o tema Trabalho Escravo. Mais uma série de reportagens que mostrou vários fatos de degradantes descasos de trabalhos em condições análogas. As reportagens focaram o acidente que vitimou 79 trabalhadores submetidos a condições degradantes; lembraram dos catadores de feijão esquecidos pela Justiça.

Na sétima mais escolhida, o Congresso focou os supersalários que iam de encontro com o que diz nossa Constituição Federal. Nesta reportagem, ele frisou os altos salários dos poderes do Executivo, do Judiciário e dos Estados.

Na oitava posição o Congresso selecionou os Senadores e Deputados que mais eram presentes no Congresso Nacional e os mais faltosos.

A nona posição frisou o mensalão mineiro, onde o levantamento mostrou os Ministros do Supremo ensaiando o julgamento do processo civil do valerioduto. Mas a ação, misteriosa, saiu de pauta.

Finalmente, a décima posição trouxe a secreta face do PCC, onde em depoimento o Congresso em Foco teve acesso a depoimento prestado a portas fechadas por autoridades policiais de São Paulo à CPI do Tráfico de Armas.

Essas ações geraram circulação nacional das reportagens produzidas.

Contando com um foco informativo e didático do Congresso em Foco, o Brasil foi contemplado com um jornalismo de verdade, de mudança e de caráter. Hoje, podemos agradecer: há muitas pessoas que ali trabalham, por sugerir em nosso meio político a mudança de algumas regras e legislações brasileiras.

Para o Brasil, o Congresso em Foco representou, e representa, muito mais que uma simples rede midiática. Com seu intuito, sempre, de provocar o poder público através de denuncias e informações, o Congresso colecionou não só prêmios, mas ajudou milhões de brasileiros a saberem da verdade e apuncionarem o meio jurídico por meio da justiça.

Costumo dizer que um jornalismo eficaz é um jornalismo da verdade. Esse jornalismo éeficaz e de verdade. Por isso, é que faço e registro essa homenagem ao Congresso em Foco.

Congresso em Foco ajuda brasileiros a conhecer a verdade, diz deputado

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!