Iniciada a campanha, candidatos vão ao Nordeste

A campanha eleitoral começou oficialmente na última quinta-feira (16), um dia depois de finalizado o prazo para os partidos e coligações registrarem junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seus candidatos.

Enquanto a Justiça Eleitoral avalia a validade das candidaturas, os postulantes já podem percorrer o país em busca de votos.

Como Lula, candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), está preso em Curitiba desde abril, o vice-presidente da chapa, ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, começou a campanha pelo Nordeste. A região é estratégica, além de tradicionalmente concentrar votos do PT, é a segunda maior zona eleitoral do país, com 39 milhões de eleitores, o que representa 26% do total.

Haddad viajou ao Piauí ontem (sexta, 17) e fez campanha com o governador do estado, Wellington Dias, também do PT. “Fico muito feliz de estar no Piauí mais uma vez. Vinha muito aqui com o presidente Lula trazer boas notícias para a Educação”, escreveu o petista em sua página no Facebook. Haddad postou vídeos nas redes sociais da campanha em Teresina ao lado de Wellington.

Ex-governador do Ceará e candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes também vai tentar atrair votos na região. Ele vai usar o palanque do seu irmão, Cid Gomes (PDT), que também governou o estado e está disputando uma cadeira no Senado esse ano.

Marina Silva (Rede) é outra que pode se beneficiar caso Lula fique fora da disputa. A candidata vai viajar para região na próxima segunda feira (20) e tem eventos em Fortaleza e Recife.

Já Geraldo Alckmin (PSDB) foi ao Pará hoje (18) para um evento do agronegócio. Segundo o colunista Lauro Jardim do jornal O Globo, Alckmin ainda não tem viagens programadas para o Nordeste ainda. A região Norte é a segunda menor zona eleitoral do país, com 11,5 milhões de eleitores (7,8%), ficando atrás apenas do Centro-Oeste que possui 10,7 milhões (7,2%).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!