Impeachment: comissão votará relatório em 6 de maio

Documento deverá ser apresentado dois dias antes, em 04 de maio. Em seguida, defesa de Dilma terá tempo para se manifestar novamente, durante a discussão do parecer. Veja o calendário de atividades da comissão do impeachment no Senado

O plano de trabalho apresentado pelo senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), eleito nesta terça-feira como relator da Comissão Especial do Impeachment, programou para o dia 6 de maio a votação, no colegiado, do pedido de afastamento da presidente Dilma Rouseff. Segundo o cronograma aprovado, o relatório com a denúncia de crime de responsabilidade deverá ser apresentado dois dias antes, no dia 4 de maio. No dia seguinte, a defesa da presidente, a ser feita pelo advogado-geral da União, ministro José Eduardo Cardozo, terá tempo para se manifestar sobre o processo.

A sessão de amanhã (quarta, 27) será destinada à análise de requerimentos apresentados para que a comissão ouça pessoas arroladas pelas bancadas governista e oposicionista, respectivamente, como testemunhas de defesa e acusação.

Na próxima quinta-feira (28) os denunciantes que assinam o pedido de impeachment da presidente vão à comissão reiterar seus argumentos de que a chefe do Executivo cometeu crime de responsabilidade. A advogada Janina Paschoal, uma das autoras da denúncia do impeachment, confirmou presença. Na sexta-feira (29) será ouvida a defesa de Dilma, responsabilidade reservada ao ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo.

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) questionou o direito do advogado-geral da União em fazer a defesa de Dilma. Mas o presidente do colegiado, Raimundo Lira (PMDB-PB), negou a questão de ordem e manteve a previsão da atuação de Cardozo. Para Lira, até a conclusão da análise da admissibilidade do processo, a AGU poderá fazer a defesa de Dilma.

Veja como ficou o calendário de atividades da comissão:

27/04 - Análise de requerimentos

28/04 - Denunciantes comparecerão para apresentar seus argumentos

29/04 - Defesa da presidente Dilma Rousseff

02/05 - Manifestação de especialistas convidados por denunciantes

03/05 - Manifestação de especialistas convidados pela defesa

04/05 - Apresentação e leitura do relatório

05/05 - Manifestação da defesa e discussão do relatório

06/05 - Votação do relatório

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!