Ibope: Dilma amplia vantagem e Aécio para de crescer

Em simulação de segundo turno, Dilma e Marina estão tecnicamente empatadas; a diferença é que, em levantamento anterior, a pessebista estava numericamente à frente

Candidata à reeleição, a presidenta Dilma Rousseff (PT) tem 38% das intenções de voto, abrindo nove pontos percentuais de vantagem em relação à sua principal adversária na corrida ao Palácio do Planalto, a ex-ministra e ex-senadora Marina Silva (PSB), que aparece com 29%. Em levantamento anterior, a petista tinha 36% e a pessebista, 30%. Os dados são de pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada nesta terça-feira (23).

O presidenciável tucano, senador Aécio Neves, parou de crescer. Manteve o percentual alcançado na pesquisa anterior: 19%. O Pastor Everaldo aparece com 1%. Juntos, os outros candidatos alcançaram 2%. Brancos e nulos: 7%. Indecisos ou não responderam: 5%.

Na simulação de segundo turno, Dilma e Marina continuam tecnicamente empatadas, com 41% cada. Em pesquisa anterior, a pessebista estava numericamente à frente.

A pesquisa divulgada hoje indica derrota de Aécio para qualquer uma das duas candidatas, em cenários de segundo turno.

A petista continua com a taxa de rejeição mais alta: 31%. Aécio Neves é rejeitado por 19%. E 17% dos entrevistados disseram não votar em Marina de jeito nenhum.

Dos entrevistados, 39% disseram aprovar o governo de Dilma. Os que julgam a gestão  "ruim" ou "péssima" são 28%, segundo o Ibope. Para 33%, o governo é "regular".

Registrada na Justiça eleitoral sob o protocolo BR-00755/ 2014, a pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S.Paulo. O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 296 municípios do país entre os dias 20 e 22 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!