Homem atingido por tiro em acampamento do PT em Curitiba está em estado grave, diz Gleisi

 

 

O acampamento do PT foi alvejado por tiros na madrugada deste sábado (28). De acordo com a presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), foram disparados mais de 20 tiros contra o acampamento pró-Lula, que se organiza no bairro de Santa Cândida, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso. Jeferson Lima Menezes, de 39 anos, foi atingido no pescoço está em estado grave. Outra pessoa ficou ferida, mas sem gravidade.

Em uma postagem em sua página no Facebook, Gleisi afirma que a vítima, que tem 39 anos e faz parte do movimento sindical de São Paulo, “está em estado muito grave e corre risco de morrer”. A senadora petista cobra providências rigorosas das autoridades. “É uma barbaridade! Temos de denunciar ao mundo esse estado de violência no Brasil, motivado pelo ódio e pela intolerância. Não podemos nos calar diante da gravidade do que está acontecendo!! Esperamos providências rigorosas por parte das autoridades de segurança”.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Paraná e Administração Penitenciária (Sesp-PR), uma pessoa a pé efetuou disparos de arma de fogo contra o acampamento. A vigília organizada por apoiadores de Lula está instalada em Curitiba desde a prisão do ex-presidente, e recentemente mudou de lugar após determinação judicial.

A Sesp confirmou que uma pessoa baleada foi levada ao hospital e que um tiro acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram uma mulher no ombro, sem gravidade. Ainda segundo a secretaria, foram recolhidas cápsulas de pistola 9 mm no local e um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Em nota, a Vigília Lula Livre repudiou o ataque. “A sorte de não ter havido vítimas fatais não diminui o fato da tentativa de homicídio, motivada pelo ódio e provocação de quem não aceita que a vigília é pacífica, alcança três semanas e vai receber um Primeiro de Maio com presença massiva em Curitiba”.

*Matéria atualizada às 11h49 para acréscimo de informações.

<< Dois ônibus da caravana de Lula são atingidos por tiros no Paraná; Jungmann diz que ataque é “inaceitável”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!