Governo propõe salário mínimo de R$ 788 para 2015

Governo prevê inflação de 5% e PIB de 3%. Os dados estão em projeto de lei orçamentária anual entregue nesta quinta-feira ao Congresso. O texto precisa ser aprovado até dia 22 de dezembro

A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser de R$ 788,06 – reajuste de 8,8% sobre o valor atual (R$ 724). A previsão está no projeto de lei orçamentária anual entregue nesta quinta-feira (28) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, ao presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL).

O prazo para entrega do projeto termina no dia 31, mas o governo se antecipou porque o Congresso deve concluir somente na semana que vem a votação da lei de diretrizes orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal. A LDO deveria servir como base para elaboração da peça orçamentária, que deve ser aprovada até 22 de dezembro. .

Conforme o projeto, a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), é de 5%.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).

O governo estima superávit primário, diferença entre receitas e despesas, em R$ 114,7 bilhões. De acordo com a ministra, investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura aparecem como prioridade no texto.

 

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!