Governistas reconhecem eleição de Anastasia

Com ampla maioria, oposição ganha primeira disputa com os governistas na comissão processante que analisa pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff

A bancada governista no Senado e os membros indicados pelo PT, PSB e PDT para a comissão processante já sabem que não vão conseguir evitar a eleição do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) como relator do processo de cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff pro crime de responsabilidade. A oposição tem 17 dos 21 votos de titulares da comissão, número suficiente para confirmar o nome de Anastasia como relator do caso.

Durante toda a manhã o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) sugeriu dois nomes – o do senador Fernando Bezerra (PSB-PE) e Roberto Rocha (PSB-MA), este último suplente. Mas não conseguiu espaço para que um nome alternativo fosse considerado. Durante algumas horas os senadores do PT e PCdoB utilizaram o regimento interno do Senado e conseguiram adiar a definição do relator até o início desta tarde.

Ligado e indicado ao presidente do PSDB, Aécio neves (MG), Anastasia já se posicionou em entrevistas a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. A alegação dos governistas é que a escolha do parlamentar seria inadequado porque Anastasia teria interesse direto no caso por ter sido um dos coordenadores da campanha de Aécio em 2014. Mas este argumento não convenceu a comissão.

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!