Folha: Dilma decide substituir Graça Foster

Segundo o site do jornal, presidente da Petrobras já foi informada pelo Palácio do Planalto de que será substituída. Petista, que resistia a atender a pedido de Graça para deixar o cargo, decidiu fazer a troca após confusão em balanço da empresa

A presidente Dilma Rousseff mudou de ideia e decidiu tirar Graça Foster da presidência da Petrobras, informa a Folha de S.Paulo. Segundo o site do jornal, Graça já foi informada pelo Palácio do Planalto que deixará o comando da estatal em meio à maior crise de sua história. Ela mesma já havia pedido para sair outras vezes, mas sempre havia esbarrado na negativa da presidente.

De acordo com a repórter Natuza Nery, Dilma reviu sua posição após ser divulgado que a Petrobras chegou a estimar em R$ 88,6 bilhões a baixa em seus ativos por causa da corrupção e da ineficiência no planejamento e na execução de projetos. Embora o cálculo tenha ficado de fora do balanço, a simples remissão ao assunto foi considerada um “tiro no pé” da diretoria.

Ainda segundo a Folha, Dilma está preocupada com o estado psicológico de Graça, abalada com as denúncias envolvendo a estatal. O governo ainda não decidiu o nome do substituto da executiva.

A coluna Painel, do mesmo jornal, informa que o ministro Joaquim Levy, da Fazenda, esteve em São Paulo ontem sondando nomes para o cargo. O ex-presidente do Banco Central no governo Lula Henrique Meirelles é um dos cotados.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!