Fogo cruzado, ruas desertas, comércio fechado: moradores registram cenas de pânico na Rocinha

 

Ruas antes definidas como verdadeiros formigueiros agora estão desertas. Por todos os lados, restos de munição e destruição. Em plena sexta-feira, pequenos comércios fecham as portas com medo do tiroteio. Guerra entre traficantes e facções criminosas, ações policiais, Exército a caminho, a mais conhecida comunidade do Rio de Janeiro vive um dia de terror e pânico.

No início da tarde, o Ministério da Defesa autorizou o envio de 700 militares para o cerco policial à Rocinha. Enquanto a trégua não vem, moradores da região publicam vídeos no YouTube em que mostram o olhar de quem está no meio do fogo cruzado. O Congresso em Foco selecionou alguns desses vídeos. Confira abaixo:

 

Troca de tiros, ônibus incendiado, comércio fechado

 

Por todos os lados, cenário de destruição

 

A Polícia Militar realiza nesta sexta-feira o quinto dia de operações na favela. Um ônibus foi incendiado em São Conrado, bairro vizinho à Rocinha. A situação de violência se agravou na favela no fim de semana quando criminosos de uma mesma facção começaram um conflito armado pelo controle da favela, uma das maiores da cidade.

 

<< O Rio está em guerra?

<< Governo aciona o Exército após tiroteio levar pânico à Rocinha

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!