Flávio Rocha se filia ao PRB e anuncia pré-candidatura à Presidência com apoio do MBL

 

O diretor vice-presidente da Riachuelo, empresário Flávio Rocha, se filiou ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) e anunciou sua pré-candidatura à Presidência da República. A decisão foi oficializada em encontro realizado na Liderança do partido na Câmara, na manhã desta terça-feira (27). Na última semana, o coordenador do MBL, Kim Kataguiri, declarou apoio ao empresário na corrida eleitoral.

O presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, ao lado das bancadas do partido na Câmara e no Senado, abonou a ficha de filiação do empresário. Flávio Rocha tem percorrido o Brasil com o Movimento “Brasil 200”, defendendo uma política liberal na economia e a importância dos "valores da família" como forma de fazer o Brasil avançar, gerar mais empregos e promover investimentos nas áreas de saúde, educação e infraestrutura.

No âmbito político, o Brasil 200 defende mandato presidencial de 5 anos, sem reeleição, e voto eletrônico com comprovante em papel. O movimento incluiu ainda questões morais, como a "proteção às crianças", que propõe "escola sem partido e sem erotização precoce". O pré-candidato se alinha ao pensamento da bancada evangélica, contrária à descriminalização do aborto e à promoção de direitos LGBT, como o casamento homoafetivo.

Rocha é diretor executivo da rede de lojas de departamento que pertence ao Grupo Guararapes. Atualmente, sua fortuna é avaliada em US$ 1,3 bilhão, o que lhe rendeu o 39º lugar entre os bilionários brasileiros na lista da revista Forbes. Ele já foi deputado federal por dois mandatos seguidos pelo Rio Grande do Norte (1986 e 1990) e é autor do Projeto de Lei que cria o imposto único.

<< Os pontos fortes e os pontos fracos dos pré-candidatos à Presidência da República

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!