Filho de Lula recebeu R$ 2 milhões de operador do PMDB, diz jornal

Segundo colunista de O Globo, a informação consta no depoimento de delação premiada de Fernando Baiano, que foi validada pelo ministro Teori Zavaski na sexta-feira

Na delação premiada de um dos operadores do PMDB no esquema de corrupção da Petrobras, Fernando Baiano, consta que o filho do ex-presidente Lula, Fábio Luis Lula da Silva, recebeu cerca de R$ 2 milhões do lobista. A informação que faz parte do depoimento, homologado na sexta-feira (9) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavaski, foi divulgada pelo colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim.

Segundo o colunista, fontes que tiveram acesso ao conteúdo da delação também disseram que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é outro nome citado por Baiano. Ele reconhece as relações com o presidente da Casa legislativa, mas não entrega nenhuma informação que possa comprometê-lo.

Senador crítico ao governo e que se manifesta constantemente pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, Ronaldo Caiado (DEM-GO) comentou a suposta propina ao primogênito de Lula, divulgada neste domingo (11) pelo O Globo. Segundo ele, a delação do lobista abre um novo capítulo das investigações da Operação Lava Jato, que coloca o ex-presidente no centro do alvo da força-tarefa. "O fato novo é grave e merece uma investigação profunda e aberta. Só assim podemos identificar e acelerar a prisão do cabeça de todo o esquema do petrolão", afirmou ele em sua conta do twitter.

"Uma vez comprovada a ligação entre um dos principais lobistas do Petrolão e o filho do ex-presidente, cai por terra qualquer linha de defesa de Lula que o coloca como corpo estranho às investigações da Lava Jato", completou Caiado.

Veja coluna de Lauro Jardim

Mais sobre Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!