Filho de Lula nega ter recebido dinheiro de delator da Lava Jato

"O sr. Fabio Luis Lula da Silva jamais recebeu qualquer valor do delator mencionado”, diz nota enviada ao O Globo

O filho mais velho do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, negou ter tido despesas pessoais pagas pelo delator da Operação Lava Jato, Fernando Baiano, considerado operador do PMDB no esquema de corrupção da Petrobras. O advogado do primogênito, Cristiano Zanin Martins, enviou nota ao O Globo que nega relação entre Fábio e Baiano.

“O sr. Fabio Luis Lula da Silva jamais recebeu qualquer valor do delator mencionado”, diz nota.

A negação é em resposta a coluna de Lauro Jardim do jornal O Globo deste domingo (11). O jornalista divulgou que na delação premiada de Baiano, homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavaski nesta sexta-feira (9), o delator diz que pagou cerca de R$ 2 milhões a Fábio.

A informação logo foi repercutida pela oposição. O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) considerou que o conteúdo da delação abre um novo capítulo dentro da Operação Lava Jato, ao colocar Lula no centro da investigação. “O fato novo é grave e merece uma investigação profunda e aberta. Só assim podemos identificar e acelerar a prisão do cabeça de todo o esquema do petrolão”, afirmou ele.

“Uma vez comprovada a ligação entre um dos principais lobistas do Petrolão e o filho do ex-presidente, cai por terra qualquer linha de defesa de Lula que o coloca como corpo estranho às investigações da Lava Jato”, publicou Caiado em sua conta do twitter.

Mais sobre Operação Lava Jato

Fábio Luis Lula da SilvaFernando Baianofilho do LulaLauro JardimLava-JatoLulaLulinhaO GlobopetrobraspmdbSTFTeori Zavaski