Filantrópicas: Metodista diz cumprir exigências para ter isenção

Em nota encaminhada ao site, instituição de ensino afirma que “os percentuais de gratuidade em bolsas de estudos a alunos superam os 20% exigidos por lei". Isso, na visão da entidade, "demonstra o compromisso da Metodista na área social”

O Instituto Metodista de Ensino Superior disse nesta quarta-feira (14) que vai recorrer da condenação que tirou dela o status de entidade filantrópica e, assim, a torna devedora de R4 90 milhões em impostos. Em nota enviada ao Congresso em Foco, a universidade nega descumprir exigências para ter a imunidade tributária. “Os percentuais de gratuidade em bolsas de estudos a alunos superam os 20% exigidos por lei, o que demonstra o compromisso da Metodista na área social.”

 

Íntegra da nota

Nota de esclarecimento
São Bernardo do Campo, 14 de maio de 2013 -  Diante da decisão judicial divulgada, a Metodista reafirma que sempre foi cumpridora da legislação tributária para fazer jus à imunidade constitucional das contribuições sociais. Os percentuais de gratuidade em bolsas de estudos a alunos superam os 20% exigidos por lei, o que demonstra o compromisso da Metodista na área social e observância da legislação vigente.
Quanto ao referido processo judicial, informa que apresentará os recursos cabíveis, confiando, em virtude da legalidade de todos os seus atos, na reversão da decisão de 1ª instância.
Instituto Metodista de Ensino Superior

Justiça manda cobrar quase R$ 1 bilhão de filantrópicas

Mais sobre filantrópicas e impostos

Continuar lendo