“Fanático por corrupção”, Aécio ergue o dedo e chama Luciana de “leviana”

Candidatos do PSDB e do Psol protagonizaram um dos momentos mais tensos do debate da Globo. Associado por ela à corrupção e às privatizações, tucano a qualificou como “leviana” e despreparada; veja o vídeo do embate

Os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Luciana Genro (Psol) voltaram a protagonizar momento de tensão no último debate entre os presidenciáveis antes do primeiro turno da eleição, promovido ontem à noite pela TV Globo. Chamado de “fanático das privatizações e da corrupção” pela candidata do Psol, o tucano levantou o dedo e chamou a adversária de “leviana” e despreparada para disputar a Presidência. “Você não levanta o dedo pra mim”, repreendeu a ex-deputada. Há duas semanas, os dois se estranharam no debate da CNBB.

Assista ao embate entre eles na Globo:

A discussão dessa quinta-feira ocorreu no primeiro bloco do programa, que permitia aos presidenciáveis a escolha do tema e do oponente para fazer a pergunta. Depois de chamar Aécio ao púlpito, ela disse que o tucano e a presidente Dilma (PT) eram o “sujo falando do mal lavado”.

“Tu acusa de corrupção o governo do PT, só que tu tinha (sic) de ter vergonha de falar de corrupção do PT, porque a privataria tucana, quando vocês privatizaram tudo no Brasil, foi um grande escândalo”, afirmou a candidata após atacar a falta de coerência dos petistas em relação às críticas que o partido dirige às privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso.

Troca de acusações

“Você faz aqui do tema livre o seu espetáculo, sem a menor conexão com a realidade. Você sabe que o Brasil não seria o que é hoje sem o governo do PSDB”, respondeu Aécio. O senador e ex-governador mineiro citou o Plano Real, o controle da inflação e a estabilização da moeda como legados de FHC. E, ao falar de maneira genérica de suas propostas, alfinetou a candidata. “Construímos um projeto no qual acreditamos. Não é o seu. Eu respeito o seu. Mas também não acredito nele.”

Na réplica, Luciana voltou a tecer críticas aos tucanos. “Quem não tem conexão com a realidade é você, que anda de jatinho e ganha alto salário. Vocês do PSDB zombam do povo, que anda de ônibus e metrô lotado”. E cobrou explicações do ex-governador sobre a construção de um aeroporto, com dinheiro público, nas redondezas de uma fazenda de sua família em Cláudio (MG). “Tu és tão fanático das privatizações e da corrupção que tu chegou ao ponto de fazer um aeroporto com dinheiro público e entregar a chave pro teu tio e isso você não explicou devidamente ao povo brasileiro”, atacou.

Com o dedo em riste, Aécio contra-atacou: “Luciana, não seja leviana. Você está aqui como candidata à Presidência da República”. Também erguendo o dedo, a candidata do Psol tentou interromper o adversário. “Você não levanta o dedo pra mim.” Mas Aécio prosseguiu: “Você não deve ofender os outros sem conhecer o que está falando”. Após fazer uma defesa de seu governo em Minas, o tucano voltou à carga contra a presidenciável: “Acusações levianas às vésperas da eleição não servem a um debate desse nível. Lamentavelmente, você não está preparada para disputar a Presidência da República”.

Bate-bocas generalizados marcam o último debate


Assista à íntegra do debate entre os presidenciáveis da TV Globo

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!