Faltou diálogo de Dilma com a sociedade, diz ministro

Em entrevista à BBC Brasil, Gilberto Carvalho, titular da Secretaria-Geral da Presidência, apontou erros de petista nos quatro primeiros anos de mandato. Para ele, problemas foram mais intensos nas áreas econômica e política

Prestes a deixar o primeiro escalão do governo federal, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, voltou a criticar a articulação de Dilma Rousseff com setores da sociedade brasileira. Em entrevista à BBC Brasil, ele disse que a presidenta deixou de "ouvir com cuidado" os representantes de cada área. Para o ministro, cabe à petista iniciar o diálogo com os diversos setores.

"O governo da presidenta Dilma deixou de fazer da maneira tão intensa, como era feito no tempo do Lula, esse diálogo de chamar os atores antes de tomar decisão – de ouvir com cuidado, e ouvir muitos diferentes, para produzir sínteses que contemplassem os interesses diversos. Há uma disposição explícita da presidenta em alterar essa prática", afirmou.

Na entrevista, Carvalho apontou outros problemas de articulação do governo, especialmente na questão indígena. Para ele, a gestão de Gleisi Hoffman enviou sinais trocados quando informou que outros órgãos, como a Embrapa, passariam a atuar na demarcação de terras indígenas. Sobre as denúncias na Petrobras, ele disse não haver o que temer. "Teria que temer se tivesse algum envolvimento da Dilma ou do Lula na história. Como não tem, vamos administrar isso como fizemos outras vezes", comentou.

Leia a íntegra da entrevista no site da BBC

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!