Exonerado para votar por Temer, Ricardo Barros diz que sociedade “deseja tranquilidade no governo”

 

Exonerados nesta quarta-feira (2) com objetivo de voltar ao cargo e votar contra a denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB), o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), defendeu a permanência de Temer no governo e afirmou que o presidente está no caminho “certo para retomada do emprego e do desenvolvimento”. Além disso, enfatizou que a “sociedade deseja tranquilidade no governo”.

“A sociedade deseja tranquilidade no governo, ambiente político favorável para que a economia volte a crescer gerando empregos e oportunidades. O presidente Temer tem conseguido aprovar reformas que nunca antes foram aprovadas e que, portanto, estão no caminho certo para a retomada do emprego e do desenvolvimento”, afirmou ao Congresso em Foco.

“O presidente Temer terminará o seu mandato e entregará um Brasil melhor do que recebeu”, pontuou. Apesar de ter sido exonerado, Ricardo Barros retornará à pasta amanhã (quinta-feira, 3), um dia após a votação. O atual ministro de Saúde é alvo de críticas de médicos, sindicatos e especialistas em saúde. No último mês, ao defender biometria como registro de ponto, Ricardo Barros foi protagonista de uma frase que indignou a classe: “Vamos parar de fingir que pagamos médicos e os médicos vão parar de fingir que trabalham”.

Assista ao vídeo:

Leia também:

Réus, condenados e investigados na Lava Jato viram juízes na votação da denúncia contra Temer

Governistas apostam em deputados indecisos para encher plenário e derrubar denúncia contra Temer


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!