Exclusivo: Garibaldi fala de mudanças na previdência

Ministro acredita que criação do fundo de previdência tornará aposentadoria dos servidores públicos mais lucrativa

No jantar de lançamento do Prêmio Congresso em Foco 2011, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, concedeu entrevista exclusiva ao Congresso em Foco, na qual falou sobre a sua expectativa na aprovação do PL 1992/07, que muda as regras de aposentadoria do servidor público. O projeto altera o regime de previdência do servidor, igualando-o ao formato da iniciativa privada. Para receber uma aposentadoria acima do valor que é pago na iniciativa privada, o servidor terá que aderir a um fundo de previdência.

Na semana passada, o projeto, relatado pelo deputado Sílvio Costa (PTB-PE), foi aprovado na Comissão de Trabalho da Câmara. Esta semana, destaques ao projeto ainda serão votados. Entre os servidores, há uma grande resistência ao projeto.

Nesta entrevista à repórter Juliana Curi, Garibaldi rebate a ideia de que os servidores perderão caso o projeto venha a ser aprovado. Para o ministro, a adesão ao fundo de pensão que será criado, além de desonerar o Tesouro, tornará a aposentadoria mais lucrativa para o servidor.

No segundo trecho da entrevista, Garibaldi, porém, admite que o projeto enfrentará dura reação dos servidores públicos. Segundo ele, por uma falta de entendimento por parte do funcionalismo no sentido de que a ideia pode ser lucrativa.

Finalmente, no terceiro trecho, o ministro da Previdência elogio a iniciativa do Prêmio Congresso em Foco que, ao premiar os melhores parlamentares a cada ano, “separa o joio do trigo”.

Veja abaixo os principais trechos da entrevista de Garibaldi ao Congresso em Foco:

Leia também:

Comissão aprova mudanças na previdência
Uma ótima polêmica à espera dos parlamentares

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!