Ex-deputado do PT ingressa com pedido de impeachment de Dilma

Um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, Hélio Bicudo apresentou pedido nesta terça-feira, exatamente 23 anos após o primeiro pedido de afastamento do então presidente Fernando Collor

Um dos fundadores do PT, o advogado e ex-deputado federal Hélio Bicudo (PT-SP) ingressou, no início da tarde desta terça-feira (1), com um novo pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara. Este é o 15º pedido em tramitação. Desde janeiro, já foram protocolados 22 pedidos de afastamento da presidente na Casa.

O novo pedido de impeachment acusa a presidente de ter cometido crime de responsabilidade tanto pelos fatos relacionados à Operação Lava Jato, quanto pelo atraso proposital de recursos de programas sociais aos bancos públicos, o que tem sido chamado de “pedalada fiscal”.

A petição foi entregue ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), na mesma data em que se completam 23 anos que foi apresentado o primeiro pedido de afastamento do então presidente senador Fernando Collor.

Hélio Bicudo, de 93 anos,  deixou o PT em 2005, após 25 anos de filiação, por divergências com o partido após a revelação do escândalo do mensalão. Pelo PT, além de deputado federal, ele foi vice-prefeito de São Paulo, na gestão de Marta Suplicy (hoje no PMDB), e candidato ao Senado.

“Se esta Casa não tomar as providências cabíveis, a tendência é realmente este terrível quadro se acirrar”, aponta o documento também assinado pela advogada Janaína Paschoal. “Parte dos fatos objeto do presidente pedido pode constituir, além de crimes de responsabilidade, crimes comuns”, complementa a peça jurídica.

A advogada disse que vem acompanhando nos últimos meses a crise política e econômica pela qual vem passando o Brasil e que, por isso, resolveu ingressar com o pedido de impeachment. “Nos preocupa o país do jeito que está”, aponta.

Em 17 de julho, horas após o anúncio do rompimento com o governo, Cunha despachou 11 ofícios de atualização e adequação dos requerimentos de impeachment conforme noticiou em primeira mão o Congresso em Foco. Na ocasião, o deputado não se limitou a esse tipo de protocolo. Entre os autores do pedido estão cidadãos, lideranças de entidades e até o deputado Bolsonaro (PP-RJ).

Leia mais sobre o assunto:

Presidiário pede impeachment de Dilma

Dilma enfrenta inusitados pedidos de impeachment

Saiba mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!