Ex-deputado Homero Pereira morre em São Paulo aos 58 anos

Parlamentar do PSD do Mato Grosso presidiu a Frente Parlamentar do Agronegócio, que representa a bancada ruralista no Congresso, até fevereiro. Por conta de um câncer no estômago, aposentou-se por invalidez em setembro

O ex-deputado Homero Pereira (PSD-MT) morreu neste domingo (20), aos 58 anos, vítima de um câncer que comprometia cerca de dois terços do seu estômago. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde setembro. Por conta da doença, Homero, que presidiu a Frente Parlamentar do Agronegócio (FPA) até fevereiro, aposentou-se por invalidez da Câmara no mês passado.

Após a descoberta do câncer, o ex-deputado se licenciou do mandato e da FPA, que representa os interesses dos ruralistas no Congresso, em fevereiro. No seu lugar assumiu o senador Waldemir Moka (PMDB-MS). Com o avanço da doença, ele se aposentou por invalidez em 20 de setembro. No seu lugar entrou Ságuas Moraes (PT-MT). Em coletiva realizada em Cuiabá na época, Homero afirmou que deixava o cargo em definitivo para "lutar pela vida".

Pelo Twitter, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), afirmou que a Casa deve prestar uma "grande e merecida" homenagem ao ex-deputado na sessão de terça-feira. "Devo muitas atenções a ele. Me ajudou muito na eleição. Descanse em paz, amigo (…) Esteve há poucos dias com os amigos da bancada ruralista, se despediu de todos", disse o peemedebista.

Outros textos sobre a bancada ruralista

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!