Ex-coordenador de Marina, Feldman vai assessorar a CBF

Ex-deputado paulista vai ocupar cargo ainda não definido na gestão de Marco Polo Del Nero. Segundo ele, decisão teve respaldo da ex-senadora e tem como objetivo "modernizar" a entidade que comanda o futebol brasileiro

O ex-deputado Walter Feldman (PSB-SP), que coordenou a campanha à Presidência da República de Marina Silva, vai assessorar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em entrevista ao Globo, Feldman confirmou que deixará o cargo de porta-voz da Rede Sustentabilidade, partido que Marina tenta criar, para ocupar um posto ainda não definido na CBF na gestão do presidente eleito, Marco Polo Del Nero.

O ex-parlamentar assumiu ontem a secretaria-geral da Federação Paulista de Futebol (FPF) com o objetivo, segundo ele, de mudar as instituições “por dentro”. “Não se muda a CBF por outra. Tem que vir de dentro e com a sociedade acompanhando. Na sociedade democrática, o novo nasce a partir do velho. A sociedade humana segue o desenvolvimento biológico, a seleção natural”, declarou ao repórter Eduardo Bresciani, do Globo.

Feldman disse que não será representante de Marina na CBF, mas que consultou a ex-senadora sobre o assunto antes de aceitar o cargo. De acordo com o ex-deputado, Marina apoiou sua decisão.

Médico, 60 anos, Feldman chegou à Câmara em 2002 pelo PSDB. Tornou-se, depois, um dos principais aliados de Marina na criação da Rede Sustentabilidade. Sem assinaturas suficientes para constituir o partido a tempo de disputar as eleições de 2014, seguiu com a ex-senadora para o PSB. Ainda pelo PSDB, presidiu a Assembleia Legislativa de São Paulo e ocupou secretarias estaduais e municipais.

Mais sobre a CBF

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!