Estudantes ocupam plenário da Câmara Legislativa do DF; veja o vídeo

Essa é mais uma reação contra a proposta de emenda à Constituição (PEC 241) que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Grupo também protesta contra a medida provisória (MP 746) que reforma o ensino médio

 

 

 

Um grupo de 80 estudantes ocupou o plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta segunda-feira (7). Eles tinham ido ao local para acompanhar uma audiência pública organizada por membros do PT, mas assim que a reunião acabou, decidiram ocupar o espaço. Deputados da legenda negociaram para que os estudantes deixassem o local. Depois de assembleia, o grupo decidiu deixar o plenário, mas afirmou que vai realizar a ocupação de outro espaço, ainda não definido. Mesmo com a decisão de sair da Casa, os estudantes permaneceram no plenário.

Veja o momento da ocupação:

 

Essa foi mais uma reação contra a proposta de emenda à Constituição (PEC 241/2016) que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos e à medida provisória (MP 746/2016) que prevê a reforma do ensino médio. O deputado Wasny de Roure (PT), acompanhado dos deputados Chico Vigilante (PT) e Ricardo Vale (PT), está no local e tenta apaziguar os ânimos.

"Vocês só vão ter peso se lá na escola tiver o respaldo. Aqui é um espaço de toda a cidade. Ficando aqui, vocês podem partidarizar o movimento. Se vocês ficarem aqui vocês ficarão desamparados pela sociedade. Neste espaço [plenário] acontecem várias audiências. Este direito da sociedade vir à Casa não pode ser cerceado", ressaltou Wasny.

A assessoria do deputado Wasny enfatizou ainda que os deputados não interferiram, "apenas acompanharam a conversação entre estudantes e a decisão pela ocupação ou não". Ao Congresso em Foco, uma das estudantes que participou do ato que caracterizou como "simbólico", chamou a atenção para as cadeiras confortáveis e o ar condicionado do plenário da Câmara Legislativa.

"Me sinto muito honrada de estar em um local que tem cadeira confortável e ar condicionado, o que nunca houve na minha escola. Já valeu a pena a nossa ocupação simbólica", disse a aluna, ironicamente.

"É um movimento importantíssimo. Eles estão despertando o Brasil para a realidade do ensino. Eles compreenderam, deixamos eles decidir de maneira democrática. E aqui é uma demonstração de que o que está faltando é diálogo. De que o Executivo, ao invés de mandar punir, de mandar polícia, de mandar cachorro, tem que ter paciência e deixar eles decidirem. Afinal, todo mundo fala que a juventude é o futuro do Brasil, o futuro é agora. O que tem que ter é paciência com esses garotos que eles sabem muito mais que muita gente adulta que tem por aí fazendo besteira", enfatizou o deputado Chico Vigilante.

A Polícia Militar está na frente da Câmara Legislativa e informa que ninguém mais entra no prédio. Durante as negociações, uma estudante se desequilibrou e torceu o pé e foi atendida pelos Bombeiros.

Mais sobre Brasília

Mais sobre o Brasil nas ruas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!