Estudantes ignoram chuva e fazem protesto em frente ao Congresso

Depois de participarem da 2º Conferência Nacional de Juventude, estudantes de todo o país não se importaram com a forte chuva que caiu hoje em Brasília e reivindicaram mais verba para a educação no país

Acampados na Esplanada dos Ministérios desde a semana passada, integrantes do movimento #Ocupe Brasília decidiram aproveitar a chuva que caiu durante toda a tarde de hoje (12) para pedir que os deputados da Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovem na próxima quarta-feira (14) o projeto que cria o Estatuto da Juventude (PLC 98/2011).

O texto estabelece transporte público gratuito para estudantes e meia passagem em transportes interestadual e intermunicipal para jovens de 15 a 29 anos. O estatuto assegura ainda, uma série de direitos, como a meia-entrada para estudantes em eventos culturais e de lazer, financiamento estudantil e ações afirmativas para garantir acesso ao ensino superior a jovens negros, indígenas, com deficiência e oriundos de escola pública.

Os estudantes vindos de vários estados brasileiros também reivindicam a destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação - hoje o governo investe apenas 5% do PIB na área. Além disso, os estudantes querem que o Plano Nacional de Educação estabeleça regras nacionais para a meia-entrada, inclusive durante os jogos da Copa do Mundo, em 2014.

“Atualmente, não há uma lei federal que estabeleça a meia-entrada no país. Esse é um dos entraves para que ela seja válida na Copa, por exemplo”, afirmou Alexandre Silva, presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo.

Sobre o local escolhido para a manifestação, Alexandre diz que não poderia ser melhor. “A chuva até que nos ajudou. Esse foi um jeito irreverente que encontramos para chamar a atenção dos parlamentares envolvidos nesses projetos. Queremos que eles dêem atenção para a nossa demanda”, afirmou

E já que estavam molhados, eles aproveitaram para também “nadar” no espelho d’água do Congresso Nacional e de lá, jogando água para todos os lados, entoaram gritos de guerra, como “o pré-sal é nosso”.

Instalados no acampamento do #Ocupe Brasília desde o dia 05 de dezembro, eles já receberam a visita de vários parlamentares, dentre eles o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS) e os senadores Randolfe Rodrigues (PSOl-AC), Inácio Arruda (PCdoB - PE), Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e Ana Rita (PT-ES).

Veja abaixo a entrevista com Alexandre Silva e vídeo dos manifestantes:

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!