Número de mortos no ataque do Estado Islâmico em Bagdá chega a 165

Feridos totalizam 168. Número de vítimas foi inicialmente divulgado de maneira incerta por agências internacionais. Autoridades acreditam se tratar de vingança dos terroristas, que perderam controle de cidade por eles invadida

Ao menos 165 pessoas morreram e outras 168 ficaram feridas neste domingo (3) depois de dois atentados terroristas em Bagdá (Iraque), segundo informações de autoridades iraquianas. Havia cerca de 30 crianças entre os mortos.

O número de vítimas inicialmente foi divulgado de maneira incerta por agências de notícia internacionais, e a quantidade de mortos pode ser ainda mais elevada. De acordo com a Al Jazeera, foram contabilizados 131 mortos, enquanto a britânica Reuters informa que 120 pessoas morreram. Por sua vez, o jornal norte-americano The New York Times divulga que o número de mortos totalizou 143.

Ainda de acordo com as informações oficiais do Iraque, um carro-bomba explodiu no bairro de Karada, localizado no centro da capital iraquiana, onde uma multidão de jovens e de famílias celebravam o encerramento do Ramadã, mês sagrado do islamismo. Em outro canto da capital, horas antes outro carro-bomba já havia explodido e vitimado mais pessoas. A autoria de ambos os ataques foi reivindicada pelo grupo terrorista Estado Islâmico, um dos mais violentos do Oriente Médio.

Tudo indica que os atentados são uma retaliação do grupo terrorista. Recentemente, tropas militares do governo do Iraque reconquistou o controle da cidade de Fallujah, que havia sido tomada pelo Estado Islâmico.

Mais sobre terrorismo

Mais sobre violência

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!