Esposa e filho de Eduardo não estavam no avião que caiu

Ex-primeira-dama de Pernambuco e o bebê de cinco meses do casal embarcaram do Rio para Recife em voo de carreira

Principal apoiadora do marido, a ex-primeira dama de Pernambuco Renata Campos não estava a bordo do jato que caiu em Santos (SP), nesta manhã, em desastre aéreo que causou a morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB). Renata embarcou no Rio em um avião de carreira com destino ao Recife, minutos antes da confirmação da morte do marido. Ela estava acompanhada de um ex-cunhado e fez contatos com parentes minutos antes de embarcar. Alguns veículos de comunicação chegaram a informar que Renata e o bebê estavam entre as vítimas.

Renata e Eduardo Campos são pais de cinco filhos: Eduarda, 24 anos; João, 21 anos; Pedro, 18 anos, José, 8 anos e Miguel de sete meses. O candidato fez aniversário no último dia 10, quando completou 49 anos. A morte do líder socialista aconteceu no mesmo dia de seu avô, Miguel Arraes de Alencar.

A mãe do candidato, Ana Arraes, estava na cerimônia de posse do novo ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), quando recebeu a notícia do acidente. Ao obter as primeiras informações, ela deixou a sede do tribunal e foi para o apartamento onde mora na capital.

Eduardo Campos morre em acidente aéreo

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!