Entenda o que é o “marco temporal”, em julgamento no STF, que pode restringir as terras indígenas

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga, no dia 16 de agosto, três ações que podem ser decisivas para os povos indígenas no Brasil. As decisões dos ministros sobre o Parque Indígena do Xingu (MT), a Terra Indígena Ventarra (RS) e terras indígenas dos povos Nambikwara e Pareci poderão gerar consequências para as demarcações em todo o país. Veja os argumentos dos indígenas no vídeo abaixo:

Governo se une a ruralistas para limitar demarcações de terras indígenas no STF

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!