Em nota, Aécio faz críticas à delação de Pedro Corrêa

Ex-presidente do PP fez menção à irmã do senador tucano em depoimento para Polícia Federal. De acordo com Neves, não existem "indícios que possam minimamente" comprovar a ligação de Andrea com o esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.

A delação premiada do ex-presidente do Partido Progressista, Pedro Corrêa, para a força-tarefa da Operação Lava Jato incluiu o nome da irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG). O depoimento foi divulgado na manhã desta sexta-feira (25) em matéria do O Globo. Depois de oito meses de negociação, Corrêa fechou o acordo com a Polícia Federal (PF) e também mencionou os nomes do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff.

Em nota, a assessoria de imprensa do senador tucano informou que a irmã do parlamentar, Andrea Neves, nunca teve "qualquer tipo de contato" com o investigado pela operação que combate fraudes na Petrobras. De acordo com o texto, Aécio Neves "repudia com veemência as absurdas e falsas acusações". De acordo com a declaração, as afirmações de Corrêa foram feitas "sem indícios  que possam minimamente comprová-las".

De acordo com o delator, além da irmã do presidente nacional do PSDB, uma de suas principais assessoras também foi relacionada como a responsável por conduzir as movimentações financeiras ligadas ao congressista. Esta foi a primeira citação a um familiar do senador.

O depoimento prestado à PF por Corrêa deve causar impacto no mundo político. Com quase 40 anos de atuação no meio, parte deles presidindo o PP, Pedro Corrêa vivenciou momentos estratégicos da política brasileira. Esteve sob seu crivo, por exemplo, nomeações como Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, um dos primeiros delatores da Lava Jato.

Leia a íntegra da nota enviada pela assessoria de comunicação do senador Aécio Neves:

A assessoria de imprensa do senador Aécio Neves informa que a irmã do senador, a senhora Andrea Neves, não conhece e jamais teve qualquer tipo de contato com esse senhor. O senador repudia com veemência as absurdas e falsas acusações mais uma vez repetidas, sem indícios  que possam minimamente comprová-las. O senador reitera a sua confiança de que o trabalho do Ministério Público e da Justiça possa esclarecer quais são as denúncias verdadeiras e aquelas que têm unicamente o objetivo de tumultuar as investigações da Operação Lava Jato e confundir a opinião pública.

Mais sobre Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!