Em entrevista à Globo, Garotinho acusa emissora de sonegar impostos

Candidato ao governo do Rio de Janeiro diz ser vítima de "muitas perseguições" e que TV também é acusada de estar envolvida em "desvio bilionário". "A Globo não sonegou nada", responde apresentadora

O candidato a governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) acusou a Rede Globo de sonegar impostos durante entrevista ao vivo concedida ao RJTV 1ª Edição, telejornal local da emissora. A afirmação ocorreu após o deputado ser questionado pela apresentadora Mariana Gross sobre processos por improbidade administrativa a que responde na Justiça. O ex-governador ainda mencionou o apoio do grupo de comunicação à ditadura militar.

"Sou vítima de muitas perseguições. O sistema brasileiro é: acusação, que cabe ao promotor, você está falando de acusações, a defensoria pública ou o advogado defende e o juiz julga. Ou seja, acusação todo mundo tem, agora mesmo acusaram a Globo de estar envolvida em um desvio bilionário com laranjas e paraísos fiscais", disse Garotinho. "Eu não sei se a Globo é culpada, eu até acho que é", emendou. Mariana Gross interveio: "Deputado, o tema aqui não é a TV Globo, a Globo não sonegou nada".

O candidato prosseguiu: "Mas eu só estou dizendo a você como as injustiças acontecem". "Candidato, a Globo não sonegou nada, candidato. Deixo claro para o senhor", ressaltou Mariana. "Quem está dizendo isso é o inquérito aberto da Polícia Federal", insistiu o deputado. "Vamos para o IPVA?", propôs a apresentadora.

Veja a entrevista:

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!