Em cadeia de rádio e TV, Dilma vai fazer apelo contra impeachment

Presidente grava pronunciamento na manhã desta sexta-feira. Desde que virou alvo de panelaços, petista tem divulgado seus principais discursos nas redes sociais e evitado falar em cadeia nacional

A presidente Dilma Rousseff grava, na manhã desta sexta-feira (15), pronunciamento que será veiculado em cadeia de rádio e TV nesta noite. A dois dias da votação do parecer pela admissibilidade do processo de impeachment, Dilma pretende recorrer à opinião pública, às 20 horas, para tentar convencer os deputados a votarem contra a possibilidade de seu afastamento do mandato.

A presidente virou alvo de manifestações, os chamados panelaços, quando apareceu em cadeia de rádio e TV, em 8 de março do ano passado, no Dia Internacional da Mulher. Desde então, o Palácio do Planalto divulga os discursos mais importantes de Dilma nas redes sociais, para evitar os protestos.

Os deputados se revezam na tribuna nesta sexta-feira no primeiro dia de debates sobre o parecer da comissão especial do impeachment. Em discurso nesta manhã, o jurista Miguel Reale Junior, um dos autores do pedido de impedimento da presidente, acusou a petista de dar um “golpe no país” ao “mascarar” a situação fiscal do país ao adotar as chamadas pedaladas fiscais. Já o ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, que fez a defesa de Dilma, diz que ela não cometeu qualquer crime e é vítima de vingança e de um “golpe”.

O que dizem a acusação e a defesa (discursos de Reale Junior e Cardozo)

Mais sobre impeachment

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!