Eleição do PT: Lula defende discurso para a juventude

Ex-presidente disse que definição de dirigentes é fundamental para consolidar processo eleitoral do próximo ano. Partido escolhe neste domingo novos comandos. Dilma escreve no Twitter ter orgulho de ser petista

Consolidar o processo eleitoral de 2014 e se aproximar da juventude. Esses são os dois principais desafios dos próximos dirigentes do PT, na avaliação do ex-presidente Lula. O partido realiza eleições neste domingo (10) para a escolha das direções nacional, estaduais e municipais. Lula, que apoia a reeleição do atual presidente da legenda, Rui Falcão, votou em São Bernardo do Campo. "O desafio dos próximos dirigentes do PT é, além de renovar o partido, porque eu acho que o partido precisa fazer um discurso mais para a juventude, é importante a gente consolidar o processo eleitoral do próximo ano", afirmou.

Além da reeleição da presidenta Dilma, Lula apontou como prioridade a eleição inédita de um governador do PT em São Paulo. O partido trabalha com a pré-candidatura do ministro da Saúde, Alexandre Padilha. "A eleição do PT é para mostrar a força do PT e para garantir que o PT tenha uma direção consolidada e comprometida com o governo da presidente Dilma e com uma vontade política de eleger o próximo governador do estado de São Paulo”, declarou. “Acho que São Paulo merece uma oportunidade de ter um governo do PT pra gente provar que São Paulo pode ser muito melhor", acrescentou.

Dilma

Em seu perfil no Twitter, Dilma também comentou sobre a eleição do PT. Ela disse que participará da eleição interna e que tem muito orgulho de seu partido. “Um partido nascido das lutas dos trabalhadores e que governa olhando para os mais pobres, os mais fracos, os mais necessitados".

A presidenta escreveu que não existe democracia sem partidos e que a ideia de fazer política sem siglas partidárias está associada a governos autoritários e elitistas. Dilma ainda defendeu a realização de uma reforma política com consulta popular. “A reforma política deve permitir à sociedade participar de forma efetiva dos destinos do país. Defendo uma reforma política decidida por consulta popular, ouvindo a população brasileira", afirmou.

Presidência

Do total de 1,7 milhão de filiados do partido, somente 806 mil estão aptos a votar nos quase 5 mil diretórios partidários em todo o país. Além de Rui Falcão, outros cinco candidatos concorrem à presidência nacional do PT por correntes internas diferentes: Markus Sokol (O Trabalho), Paulo Teixeira (Mensagem ao Partido), Renato Simões (Militância Socialista), Serge Goulart (Esquerda Marxista) e Valter Pomar (Articulação de Esquerda).

Outros textos sobre eleições 2014

Caso nenhum dos candidatos obtenha mais da metade dos votos válidos, haverá segundo entre os dois primeiros colocados no dia 24. A votação termina às 17h deste domingo, mas o resultado final só deve ser conhecido nesta segunda-feira (11).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!