Dólar baixa pelo segundo dia consecutivo e termina cotado a R$ 3,97

Apesar de ter voltado ao patamar de R$ 4 durante esta sexta-feira, moeda norte-americana terminou o dia cotada a R$ 3,97

Após um dia de várias oscilações, o dólar fechou nesta sexta-feira (25) em queda pelo segundo dia consecutivo, com cotação a R$ 3,97.

A moeda norte-americana começou o dia em baixa e, às 9h19, era vendida a R$ 3,89. A queda inicial foi influenciada pelo anúncio de que os Estados Unidos tiveram um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da ordem de 3,9% no segundo trimestre, um percentual acima do previsto.

Mas, com a divulgação dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) sobre o crescimento dp desemprego no Brasil, houve novo agito no mercado e o dólar voltou a subir, chegando ao patamar de R$ 4.  Segundo o Caged, o Brasil perdeu 985 mil vagas formais nos últimos 12 meses.

A nova tendência de alta da moeda norte-americana obrigou o Banco Central (BC) a intervir mais uma vez no mercado. O BC anunciou o segundo leilão de novos contratos de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro). Também foi realizado nesta sexta-feira um leilão rolagem (renovação de swaps cambiais) e um de venda com compromisso de recompra futura.

Com o anúncio do BC, o dólar voltou a cair e fechou o dia a R$ 3,97, 0,39% a menos que nesta quinta-feira (24). Ontem, a moeda fechou o dia comercializada a R$ 3,99.

Mais sobre o dólar

Mais sobre crise econômica

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!