Dois condenados não entregam passaporte ao STF

Bispo Rodrigues afirmou à corte que documento foi recolhido pela PF em 2006. Já Pedro Henry disse esperar notificação oficial. No total, 23 obedeceram determinação de Joaquim Barbosa

O deputado Pedro Henry (PP-MT) e ex-deputado Carlos Alberto Rodrigues, o Bispo Rodrigues, foram os únicos a não entregar seus passaportes nesta terça-feira (13) ao Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, o relator do mensalão no STF, Joaquim Barbosa, determinou que os 25 condenados no processo entregassem o documento no seu gabinete. A medida é para evitar fugas com a proximidade de encerramento do julgamento.

Mensalão: entenda o que está em julgamento
Quem são os réus, as acusações e suas defesas
Tudo sobre o mensalão

O prazo para entregar o passaporte encerrou-se às 19h. Bispo Rodrigues enviou uma petição a Joaquim informando que seu documento foi recolhido em 2006 pela Polícia Federal durante investigação relacionada à máfia dos sanguessugas. O esquema descoberto pela PF revelou a atuação de uma quadrilha, com apoio de parlamentares, que tinha como objetivo desviar o dinheiro destinado a compra de ambulâncias. Ele disse não saber o destino dado ao documento.

Já Henry não enviou o passaporte. De acordo com sua defesa, a entrega só vai ocorrer após a notificação feita por um oficial de Justiça, o que não aconteceu até o momento. Caso o documento não seja entregue, Joaquim deve solicitar que a Polícia Federal localize o deputado e ocorra a apreensão. O pepista foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Já o ex-deputado teve a culpa reconhecida por corrupção ativa. As penas dos dois ainda não foram definidas pelo Supremo.

Hoje, entregaram seus passaportes, entre outros, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), o sócio de Marcos Valério na SMP&B Ramon Hollerbach e o presidente nacional licenciado do PTB Roberto Jefferson. Ontem, foi o ex-presidente do PT José Genoino e os ex-diretores do Banco Rural Kátia Rabello, José Roberto Salgado e Vinícius Samarane. O empresário Marcos Valério entregou à PF em 2005.

Entregaram os passaportes:

José Dirceu
José Genoino
Delúbio Soares
Marcos Valério
Cristiano Paz
Ramon Hollerbach
Rogério Tolentino
Simone Vasconcelos
Kátia Rabello
Vinicius Samarane
José Roberto Salgado
Pedro Corrêa
José Borba
João Cláudio Genú
Jacinto Lamas
Romeu Queiroz
João Paulo Cunha
Enivaldo Quadrado
Breno Fischberg
Roberto Jefferson
Valdemar Costa Neto
Emerson Palmieri
Henrique Pizzolatto

Cinco condenados entregam também passaporte ao STF
José Dirceu entrega passaporte ao Supremo

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!