Diretor do Senado está na lista dos correntistas do HSBC da Suíça

O nome diretor-adjunto de Contratações do Senado, Humberto Lucena Pereira da Fonseca, está na lista dos 8.667 brasileiros correntistas do HSBC na Suíça em 2006 e 2007, conforme informa reportagem de O Globo, desta quarta-feira (18)

O nome diretor-adjunto de Contratações do Senado, Humberto Lucena Pereira da Fonseca, está na lista dos 8.667 brasileiros correntistas do HSBC na Suíça em 2006 e 2007, conforme informa reportagem de O Globo, desta quarta-feira (18). Nas planilhas vazadas por um ex-técnico do banco, o nome do servidor público aparece ligado a uma conta conjunta com seu pai, Florisnaldo Hermínio.

Conforme a reportagem de O Globo, Fonseca é servidor público do Senado desde 2002, quando passou em um concurso público para o cargo de consultor legislativo. Desde abril do ano passado, ele trabalha como diretor-adjunto de contratações. Por esse cargo, Fonseca recebe aproximadamente R$ 26 mil.

Ainda de acordo com a reportagem, a primeira conta associada ao servidor público foi aberta em 17 de janeiro de 2000 e, em 2006, guardava U$$ 2,5 milhões. Uma segunda associada a Fonseca conta foi aberta em maio de 2006 e tinha U$$ 2,6 milhões, em nome de uma empresa com sede no Panamá.

Além de atuar no Senado, o servidor advogou em um processo em que seus pais foram acusados de terem cometido crime contra o sistema financeiro nacional. O Procon-MG suspeitava que ambos operavam um esquema de agiotagem em Minas. Ao jornal O Globo, ele negou ter qualquer tipo de conta no exterior.

Confira a reportagem na íntegra

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!