Dirceu fecha consultoria investigada pela Operação Lava Jato

Segundo informações do jornal O Globo, a suspeita da Operação Lava Jato é que a JD Assessoria não tenha prestado serviços de consultoria e que os recibos sejam de fachada, para encobrir repasses de dinheiro desviado da Petrobras

O ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu resolveu fechar a JD Assessoria e Consultoria Ltda, empresa que dividia com seu irmão, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva. A empresa é investigada no âmbito da Operação Lava Jato por indícios de ter sido beneficiada pelo esquema de desvios de recursos da Petrobras. A informação é do jornal O Globo.

Segundo o jornal, desde dezembro do ano passado, a empresa já estava inoperante conforme comunicação enviada ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, responsável pelas investigações. Conforme as investigações da Lava Jato, a JD Assessoria faturou R$ 29 milhões entre os anos de  2006 e 2012. Entre os clientes, estão empreiteiras investigadas pela Lava Jato.

A suspeita da Justiça, para o jornal O Globo, é que a “JD não tenha prestado serviços de consultoria e que os recibos sejam de fachada, para encobrir repasses de dinheiro desviado da Petrobras”.

 

Confira a reportagem completa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!