Dilma ultrapassou Serra, aponta Vox Populi

Sylvio Costa

Pesquisa encomendada pela Rede Bandeirantes, divulgada neste sábado, mostra que a ex-ministra da Casa Civil Dilma Roussef (PT) ultrapassou pela primeira vez o ex-governador paulista José Serra (PSDB) na disputa presidencial. De acordo com o instituto Vox Populi, na pesquisa estimulada, Dilma tem agora 38% das intenções de voto; Serra, 35%; e a senadora Marina Silva (PV), 8%.

Embora seja significativo o fato de Dilma ter passado à frente de Serra, tecnicamente, eles permanecem empatados, já que a margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Ou seja, indo ao limite teórico da margem de erro, Serra poderia estar com o máximo de 37,2% e Dilma, com o mínimo de 35,8%.

O cenário apresentado a mais de 2 mil entrevistados, entre os últimos dias 8 a 13, já considera o deputado federal Ciro Gomes (PSB) fora da corrida sucessória. Nesse mesmo cenário (sem apresentar o nome de Ciro como candidato), em janeiro, Serra tinha 38%; Dilma, 29%; e Marina, 8%. Conforme o Vox Populi, na pesquisa seguinte, realizada em abril, os resultados foram 38% para Serra, 33% para Dilma e 7% para Marina.

Dilma também está na dianteira na pesquisa espontânea (19% contra 15% para Serra) e na projeção para o segundo turno. Nesse caso, também há empate técnico. Se o segundo turno fosse hoje, conforme o Vox Populi, a ex-ministra teria 40% dos votos. Serra ficaria com 38%. Em janeiro, Serra tinha 46% e Dilma, 35%.

Os números não refletem o eventual impacto do programa partidário do PT, apresentado em rede nacional no último dia 13 (veja o vídeo). Durante dez minutos, o programa procurou demonstrar que Dilma teve grande parcela de responsabilidade pelos bons resultados do governo Lula.

É isso o que próprio presidente afirma, aliás, numa peça de propaganda em que chamam atenção as comparações feitas entre as melhorias geradas pelos governos “Lula e Dilma” e “Fernando Henrique e Serra”. O primeiro, claro, é apontado como o que mais gerou empregos e melhorou a renda dos brasileiros.  

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!