Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Dilma nomeia quatro novos ministros

Pastas de Minas e Energia, Portos, Cidades e Turismo trocam políticos conhecidos, como Kassab e Henrique Alves, por perfis técnicos que já traballhavam no segundo escalão do governo

A presidente Dilma Rousseff nomeou nesta sexta-feira (22) os novos ministros de Minas e Energia, Portos, Cidades e Turismo. Nomes de peso, como os pemedebistas Henrique Eduardo Alves e Helder Barbalho, além de Gilberto Kassab (PSD), deram lugar a ministros pouco conhecidos e que já ocupavam cargos no governo. As decisões foram publicadas no Diário Oficial da União e motivadas por votos favoráveis ao impeachment dos ministros exonerados.

Na pasta de Minas e Energia, após a saída do peemedebista Eduardo Braga, a presidente escolheu Marcelo Antônio Martins Almeida para assumir o ministério. Ele ocupava o cargo de secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis da pasta.

No lugar de Gilberto Kassab (PSD) no Ministério das Cidades, Dilma efetivou Inês da Silva Magalhães, que havia sido nomeada ministra interina. Inês ocupava o cargo de secretária nacional de Habitação na pasta durante o comando de Kassab.

O Ministério do Turismo, que também era comandado pelo PMDB, na figura de Henrique Eduardo Alves (RN), agora está a cargo de Alessandro Golombiewski Teixeira, que era presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), cargo do qual foi exonerado. Teixeira foi um dos coordenadores do programa de governo da reeleição de Dilma, em 2014.

O Diário Oficial traz ainda a nomeação do secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz Barreto de Carvalho, para assumir a Secretaria Especial de Portos. Ele assume no lugar de Helder Barbalho (PMDB), que deixou o cargo no início da semana. A chegada de Muniz aos Portos já era esperada pelo Planalto desde quarta-feira.

Mais sobre a presidente Dilma

Continuar lendo