Dilma não vai ao jogo do Brasil contra o México, indica a agenda

Presidenta foi xingada na última partida, em São Paulo. Na Copa das Confederações, ela não foi à final e, na abertura, recebeu vaias do público

A presidente Dilma Rousseff não vai ao estádio Castelão, em Fortaleza (CE), nesta terça-feira (17), ao jogo entre Brasil e o México, pela segunda rodada do Grupo A da Copa do Mundo. A agenda presidencial indica que ela estará em Brasília por volta das 16h30, após viagem a Caçador (SC). A viagem a Fortaleza não estava mesmo prevista.

Na primeira partida do Brasil, contra a Croácia, na abertura da Copa, Dilma passou por um constrangimento pior do que o registrado na abertura da Copa das Confederações, no ano passado. Se em 2013, o público do Mané Garrincha, em Brasília, vaiou Dilma, este ano, em São Paulo, o gesto se somou a xingamentos. A presidente não gostou da baixaria, reconhecida até pela oposição, e disse que não se atemoriza com agressões verbais, tendo em vista que já suportou até tortura física durante a ditadura militar.

Na Copa das Confederações, em 2013, Dilma não foi sequer à final, quando o Brasil derrotou a Espanha por uma goleada e sagrou-se campeã. Ela mandou uma mensagem de felicitações. No estádio, estava apenas o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Mais sobre Copa do Mundo

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!