Dilma lamenta incêndio em base de pesquisa na Antártida

Em comunicado oficial, a presidenta lamentou o ocorrido e se disse consternada com a morte de dois militares brasileiros. Dilma pediu ao ministro da Defesa garantias à segurança de cientistas, militares e vistantes que estavam na Estação Antártica Comandante Ferraz

Na noite de ontem (25), o Palácio do Planalto divulgou um comunicado oficial em que a presidenta Dilma Rousseff manifesta "grande consternação" em relação ao incêndio ocorrido na Estação Antártica Comandante Ferraz, que resultou na morte de dois militares brasileiros e deixou outro militar ferido. Dilma elogiou o heroísmo dos militares que tentaram apagar o incêndio.

Outras matérias de destaque hoje no Congresso em Foco

Dilma determinou que o ministro da Defesa, Celso Amorim, adote medidas necessárias para salvaguardar a segurança dos cientistas, militares e visitantes que estavam na Base. De acordo com a nota divulgada, a presidenta manifestou ainda, a "firme disposição do País de reconstruir a Estação Antártica Comandante Ferraz". Dilma agradeceu a ajuda prestada pelo Chile no socorro e resgate dos brasileiros atingidos pelo incêndio, e à Argentina e Polônia pela solidariedade.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação também lamentou o acidente na estação. Em nota publicada no site do ministério, o ministro Marco Antonio Raupp garantiu que irá se empenhar para "manter, sem interrupções, em parceria com a Marinha, as importantes pesquisas realizadas pelo Brasil na Antártica".

Leia abaixo a íntegra da nota presidencial:

"Nota à imprensa sobre o acidente a na Estação Antártica Comandante Ferraz:

A presidenta Dilma Rousseff recebeu com grande consternação, neste sábado, a informação sobre o incêndio ocorrido na Estação Antártica Comandante Ferraz, que vitimou os militares da Marinha suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e sargento Roberto Lopes dos Santos, e provocou ferimentos no sargento Luciano Gomes Medeiros. A presidenta determinou ao Ministro da Defesa, Celso Amorim, a adoção de todas as medidas necessárias para salvaguardar a segurança dos cientistas, militares e visitantes que se encontravam na Base.A presidenta destaca o heroísmo dos militares no combate ao incêndio e, consternada, manifesta sua solidariedade e do seu governo com as famílias dos dois militares, mortos ao servir a Pátria. A presidenta reafirma a importância do programa de pesquisas desenvolvido na Estação e elogia a abnegação e o desprendimento dos brasileiros que lá trabalham. A Presidente manifesta, ainda, a firme disposição do País de reconstruir a Estação Antártica Comandante Ferraz. Em telefonema hoje à tarde, ela agradeceu ao presidente do Chile, Sebastián Piñera, o apoio daquele país no socorro e no resgate dos brasileiros atingidos pelo incêndio.Agradece, também, o apoio e a solidariedade prestados pelos Governos da Argentina, e da Polônia.

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República"

Saiba mais sobre o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!