Dilma e Lula lamentam morte de Sócrates

Ex-jogador de futebol morreu nesta madrugada, em São Paulo, vítima de uma infecção generalizada. Ele tinha 57 anos

Em notas divulgadas neste domingo (4), a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula lamentaram a morte do ex-jogador de futebol Sócrates. Ambos classificaram Sócrates como um "exemplo de cidadania" e ressaltaram sua consciência política, além do talento dentro de campo.  Aos 57 anos, ele morreu vítima de uma infecção generelizada às 4h30 a manhã de hohe.

Sócrates estava internado no Hospital Albert Enstein desde quinta-feira (1º) devido a uma infecção intestinal. Segundo o hospital, Sócrates morreu em decorrência de um choque séptico às 4h30. Ele jogou no Corinthians entre 1978 e 1984, quando liderou o movimento Democracia Corinthiana. Participou de duas copas do mundo pela seleção brasileira. Esteve na Espanha (1982) e México (1986). No Itália, jogou pela Fiorentina. No Brasil, atuou também por Flamengo e Santos.

"Além de ídolo do futebol, Sócrates foi um campeão da cidadania. Fora dos campos, nunca se omitiu. Foi um brasileiro atuante politicamente, preocupado com o seu povo e o seu país", disse Dilma na nota. "A contribuição generosa de Sócrates para o Corinthians, para o futebol e para a sociedade brasileira jamais será esquecida", comentou Lula na nota.

Líderes partidários no Congresso também se manifestaram pela morte de Socrátes. O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), colocou em seu perfil no Twitter um agradecimento "pelas belas jogadas que nos propiciou em toda a sua vida". "Dr. Sócrates, obrigado pelo companheirismo na luta pela justiça e pela democracia no Brasil!", escreveu.

Em nota, o líder do PSDB, Duarte Nogueira (SP), disse que o Brasil "perde um cidadão engajado, defensor da democracia, que participou do movimento pelas eleições diretas para Presidente da República, e que acompanhava ativamente as discussões políticas". O enterro será em Ribeirão Preto (SP), às 17h.

Leia a íntegra da nota da presidenta Dilma Rousseff:

"O Brasil perde um de seus filhos mais queridos, o doutor Sócrates. Nos campos, com seu talento e seus toques sofisticados, foi um gênio do futebol, a ponto de ser considerado o melhor jogador sul-americano de 1983, e ser escolhido pela FIFA, em 2004, como um dos 125 melhores jogadores vivos da história. Como jogador do Corinthians, deu muitas alegrias à torcida.

Além de ídolo do futebol, Sócrates foi um campeão da cidadania. Fora dos campos, nunca se omitiu. Foi um brasileiro atuante politicamente, preocupado com o seu povo e o seu país. Procurando o bem-estar de seus companheiros, ajudou  a implantar um sistema democrático no clube em que atuava. Participou também ativamente da campanha pelas Diretas-Já e de outros momentos importantes da redemocratização do país.

Lamento a perda de um grande brasileiro e envio meu abraço solidário a seus parentes, amigos e admiradores.

Dilma Rousseff
Presidenta da República Federativa do Brasil"

Leia a nota do ex-presidente Lula:

"O Doutor Sócrates foi um craque no campo e um grande amigo. Foi um exemplo de cidadania, inteligência e consciência política, além de seu imenso talento como profissional do futebol.

A contribuição generosa de Sócrates para o Corinthians, para o futebol e para a sociedade brasileira jamais será esquecida. Neste momento de tristeza, prestamos solidariedade a esposa, familiares e amigos do Doutor.

Luiz Inácio Lula da Silva, Marisa Letícia e familiares"

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!