Dilma diz que não reduz direitos trabalhistas “nem que a vaca tussa”

Direitos como 13º salário, férias e horas extras não serão alterados "nem que a vaca tussa", disse Dilma, que participou hoje de encontro com empresários

A presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, afirmou nesta quarta (17) que não vai fazer, "nem que a vaca tussa", reforma na legislação trabalhista para reduzir direitos dos trabalhadores. Segundo ela, férias e 13º salário estão entre os itens que não podem ser alterados para atender interesses de empresários.

“Eu não mudo direitos na legislação trabalhista. Férias, 13º, FGTS [Fundo de Garantia do Tempo de Serviço], hora extra, isso não mudo nem que a vaca tussa”, disse, em entrevista após encontro com empresários na associação comercial e industrial de Campinas (SP).

Na avaliação de Dilma, em alguns casos, é possível fazer adaptações na lei, mas sem redução de direitos, como o  trabalho de jovens aprendizes em micro e pequenas empresas.

Dilma defendeu o Simples, regime que unifica tributos para empresas de pequeno porte, e se comprometeu a criar mecanismos para facilitar a transição de micro e pequenas empresas para firmas de médio porte.

 

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!