Dilma convoca ministros para mutirão de combate ao Aedes aegypti

A pedido da presidente, cada ministro deverá escolher uma região do país para realizar visitas e reforçar campanha de combate ao mosquito

A presidente Dilma Rousseff convocou sua equipe de ministros para se juntar ao mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti. Por ordem de Dilma, no próximo dia 13 cada ministro deverá escolher uma região do país para realizar visitas e reforçar a campanha de combate ao mosquito transmissor do vírus da dengue, chikungunya e zika. No mesmo dia, 220 mil homens das Forças Armadas percorrerão 356 municípios em busca de focos do inseto e para conscientizar os moradores.

Na última quarta-feira (3) Dilma fez um discurso em cadeia nacional de rádio e televisão convidando todos os brasileiros a se engajarem no que chamou de “luta urgente” contra o mosquito. Na pauta do governo para reforçar o combate ao Aedes aegypti também estão o envio de recomendações por parte do Ministério da Educação às escolas públicas. O objetivo é incluir atividades educativas de prevenção ao mosquito no cotidiano das instituições.

Além disso, agentes vêm realizando vistorias no Palácio da Alvorada e do Jaburu - residências oficiais da Presidência e do vice-presidente, respectivamente -  e nos prédios públicos da Esplanada dos Ministérios em busca de possíveis focos do mosquito.

Na última quinta-feira (28), a Organização Mundial da Saúde informou que o zika vírus pode pode infectar de 3 a 4 milhões de pessoas nas Américas, incluindo 1,5 milhão no Brasil.

Mais sobre zika vírus

Mais sobre saúde

Continuar lendo