Dilma cobra Aécio, que destaca apoios de Renata Campos e Marina

No horário eleitoral, petista diz que o adversário só critica o governo e não apresenta propostas. Tucano afirma que tem o apoio de "quem quer mudanças" e cita viúva de Eduardo Campos e Marina Silva

O penúltimo programa eleitoral dos presidenciáveis reforçou a mensagem que cada um deles trabalhou desde o início deste segundo turno. Dilma Rousseff apelou para a comparação entre as gestões do PT e do PSDB, ressaltando que a vida da população melhorou. Já Aécio Neves destacou o sentimento de mudança que o país vive desde as manifestações de junho do ano passado, mostrando o apoio que recebeu do PSB, de Renata Campos (viúva de Eduardo Campos) e Marina Silva.

Dilma criticou diretamente o adversário afirmando que o tucano não apresenta propostas. “Ele critica, critica e critica. Mas idéias novas que é bom, ele não tem nenhuma. No máximo, fala que vai fazer o que eu já estou fazendo. Ou promete continuar os programas que eu e Lula criamos”, disparou a presidente.

Aécio Neves afirmou que conseguiu agregar todas as forças que desejam mudança em torno de sua candidatura e citou Marina e a viúva do ex-governador Eduardo Campos.

“Neste segundo turno nós ganhamos inúmeros apoios. O apoio, por exemplo, do partido e da família de Eduardo Campos. O apoio da Marina e o apoio de outras importantes forças políticas, mas também da sociedade brasileira. As forças que querem mudar estão cada vez mais unidas em torno do mesmo projeto: um novo e ousado projeto de país”, destacou.

A candidata à reeleição defendeu a continuidade e disse que o adversário representa atraso. “Na vida, tudo precisa ter continuidade, pois é a forma mais segura de avançar, melhorar e inovar. Não parar tudo, não jogar esforço fora, não começar tudo de novo com atraso e prejuízo”, concluiu.

O tucano disse ser alvo de ataques pessoais, mas que está disposto a pagar o preço. "O segundo turno também foi marcado por muitas agressões, o que é uma pena. Eu não tenho o menor problema em aceitar críticas. Isso faz parte do jogo político e de toda campanha”, finalizou.

Os dois candidatos destacaram, neste penúltimo dia de horário eleitoral, imagens festivas de eventos de campanha organizados nos estados, mostram o apoio de artistas e intelectuais e exploraram seus jingles.

Mais sobre eleições 2014

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo