Dilma fala em ressarcir o país por desvios

"Eu farei todo o meu possível para ressarcir o país. Se houve desvio de dinheiro público, nós queremos ele de volta. Se houve, não: houve, viu?", disse Dilma Rousseff

A presidente da República, Dilma Rousseff, reconheceu em entrevista coletiva neste sábado (18) que houve desvio de recursos na Petrobras e se comprometeu a ressarcir os cofres públicos.

Em entrevista coletiva concedida no Palácio do Planalto, a presidente não detalhou o tipo de desvio que houve, mas disse que é preciso aguardar o final da investigação para saber quanto será ressarcido. "Eu farei todo o meu possível para ressarcir o país. Se houve desvio de dinheiro público, nós queremos ele de volta. Se houve, não: houve, viu?", disse ela quando a presidente questionada sobre quais medidas administrativas poderia tomar em relação às denúncias de corrupção envolvendo a estatal.

O ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Yousseff já confirmaram, por meio de delação premiada,  os desvios de recursos na Petrobras. Dilma afirmou que nenhum partido “tenha a primazia da bandeira da ética” no país.

"Daqui para frente, a não ser que eu seja informada pelo Ministério Público ou pelo juiz, eu não tenho medida nenhuma a tomar. Não é o presidente quem processa. Eu tomarei todas as medidas para ressarcir tudo e todos. Mas ninguém sabe hoje ainda o que deve ser ressarcido. A chamada delação premiada onde tem os dados mais importantes não foi entregue a nós. Até eu pedi. Pedi tanto para o Ministério Público quanto ao ministro do Supremo, que disseram ser sigiloso", concluiu a presidente.

Mais sobre as eleições

Assine a Revista Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!